Na TV, PSDB diz que Lula não quis Mercadante no governo

No horário eleitoral tucano, ator afirma que Lula quer "empurrar" candidato petista para o governo de São Paulo

Ana Paula Prado, iG São Paulo |

O horário político vespertino na TV destinado ao candidato do PSDB ao governo de São Paulo, Geraldo Alckmin, apresentou ao final de seu espaço um ator dizendo que “Lula não ofereceu a Mercadante nenhum cargo no governo, mas que agora o presidente quer ‘empurrar’ o candidato petista para São Paulo”. Além desse vídeo, o programa reprisou reportagens em que acusa Aloizio Mercadante (PT) de faltar a importantes sessões no Senado quando seriam votadas liberação de verbas para expansão do sistema de transporte paulistano.

No restante da programação foram mostrados projetos de governo realizados quando Geraldo Alckmin e José Serra, candidato do PSDB à Presidência, ocupavam cargos públicos, tais como a ampliação do Bilhete Único para os metrôs e trens da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), o Onda Limpa (projeto de saneamento ambiental no litoral paulistano), conjuntos habitacionais, entre outros.

Já Aloizio Mercadante, do PT, reiterou discurso em que diz que importantes obras de São Paulo foram aprovadas graças à sua gestão como senador pelo Estado, de 2002 a 2010. No programa, o petista apresentou também propostas para a Saúde, entre elas a criação do que seria o “ProUni da Saúde”: a compra de horários vagos em clínicas particulares com o objetivo de atender à população carente, projeto semelhante à oferta de 700 mil vagas em universidades particulares realizado pelo ProUni (Universidade para Todos), do governo Lula.

Fabio Feldmann, do PV, reapresentou proposta de governar São Paulo através de uma “economia criativa”, sem detalhar, contudo, a sua proposta.


Senado

Romeu Tuma (PTB) mostrou o ex-candidato ao Senado por São Paulo, Orestes Quércia (PMDB), pedindo votos para ele; Ricardo Young (PV) defendeu uma reforma tributária sustentável, onde seriam cobrados menos impostos de quem preserva o meio ambiente; e Aloysio Nunes (PSDB) apresentou depoimentos de vários prefeitos favoráveis à sua candidatura, entre eles o do prefeito de São Paulo Gilberto Kassab (DEM).

    Leia tudo sobre: eleições spalckminmercadante

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG