Na TV, Gabeira acusa Cabral de envolvimento com milícias

Verde mostra vídeo em que o governador discursa junto a condenados pelo crime; Cabral reforça o apoio de Lula ao seu governo

Manuela Andreoni, iG Rio de Janeiro |

O candidato ao governo do Rio de Janeiro pelo PV, Fernando Gabeira, acusou o governador Sérgio Cabral (PMDB) de envolvimento com as milícias em seu programa eleitoral desta quarta-feira (8). A crítica foi uma resposta à declaração do peemedebista de que “quem entra em comunidade com gente armada fez acordo com o tráfico”, em referência à visita do verde à favelas dominadas pelo tráfico armado.

“O governador Cabral e o seu PMDB têm inúmeras evidências na história recente de aliança política com as milícias”, acusou Gabeira.

O candidato do PV ainda exibiu um mapa com a disposição desses grupos paramilitares no Estado — feito pela CPI das Milícias, na Alerj —, e um vídeo em que Cabral discursa junto ao ex-deputado Natalino Guimarães e ao ex-vereador Jerônimo Guimarães, o Jerominho. Os irmãos foram presos por chefiar a Liga da Justiça, apontada como a principal milícia do Rio, com atuação na zona oeste da capital.

No vídeo, Cabral se refere aos milicianos como “parlamentares que dedicam sua vida a melhorar a vida das pessoas na zona oeste”.

Apesar de deixar claro que não está "acusando o governador de criar as milícias", o verde disse acreditar que a aliança teve “imensa responsabilidade no crescimento desse movimento armado”.

Depois de ironizar o choro de Cabral em sua propaganda eleitoral da semana passada, que classificou como “clima são tantas emoções”, Gabeira mostrou gravações de sua visita ao Hospital Azevedo Lima, em Niterói, em que se vê superlotação e pacientes insatisfeitos.

Cabral reforça apoio do governo federal ao seu governo

Candidato à reeleição, o governador Sérgio Cabral voltou a exibir depoimento do presidente Lula, que elogiou as realizações do peemedebista e de seu vice-governador, Luiz Fernando Pezão. "Eu aprendi uma coisa no governo: o problema nosso não é falta de dinheiro. O problema nosso é falta de projeto”, disse Lula, em referência aos projetos que o vice de Cabral apresenta à União. “Ninguém nega arrumar dinheiro para uma obra boa”.

“O Rio se tornou campeão dos recursos federais”, concluiu Cabral, fortalecendo sua ligação com o governo petista. “Com Dilma, vamos prosperar ainda mais nos próximos quatro anos”, completou.

Cabral focou na criação de emprego e no fortalecimento das indústrias naval e leiteira. Também destacou as iniciativas de educação profissionalizante, como os CVTs ( Centros Vocacionais Tecnológicos) e o CETEPs (Centros de Educação Tecnológica e Profissionalizantes) de sua gestão.

Cyro Garcia, candidato do PSTU, falou de poluição e desenvolvimento. Fernando Peregrino (PR), contou mais uma vez com o ex-governador Anthony Garotinho como garoto-propaganda de sua campanha. No PSOL, Milton Temer (candidato ao Senado), Marcelo Freixo (deputado estadual que tenta a reeleição), Heloísa Helena (ex-senadora) e Chico Alencar (que tenta permanecer na Câmara dos Deputados) pediram votos a Jefferson Moura. Eduardo Serra (PCB), defendeu a criação de um Estado socialista.

    Leia tudo sobre: Eleições RJpropaganda eleitoralcabralmilíciasgabeira

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG