Na TV, Dilma investe em biografia; Serra em depoimentos de apoio

Petista tenta aproximação com mulheres e tucano reforça acusação sobre privatização

iG São Paulo |

A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff , ressaltou sua biografia no programa eleitoral gratuito exibido na TV esta noite. Já o candidato do PSDB, José Serra , enumerou propostas e investiu no depoimento de eleitores tucanos que declararam apoio ao tucano.

Dilma destacou ainda sua participação no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no qual ocupou o ministério de Minas e Energia e, depois, a chefia da Casa Civil. A estratégia é mostrar que a petista é sinônimo de continuidade de um governo que surfa em um índice de 83% de aprovação – segundo o último Datafolha.

 A imagem de mulher, mãe e avó também voltou a ser explorada no horário, como tentativa de conquistar o eleitorado feminino, maioria no País. Depoimentos de governadores eleitos aliados do PT foram gancho para passar a mensagem da governabilidade e força política de Dilma, caso eleita.

 A candidata petista exibiu ainda uma defesa das acusações mostradas pelos tucanos de que Dilma teria deixado a secretaria de finanças de Porto Alegre “falida”. “Surpreende e causa indignação o ataque do programa do candidato Serra”, afirmou o PT.

 O programa tucano misturou dados biográficos do candidato com propostas do tucano nas áreas de Educação, Saúde e Segurança. No combate às drogas, tema que tem sido recorrente no horário do PSDB, os tucanos afirmaram que “precisa de coragem para enfrentar o problema”. O assunto foi ferramenta para os remédios genéricos, forte bandeira eleitoral do candidato: “Serra enfrentou o interesse de multinacionais e fez o genérico”.

 A campanha serrista manteve as acusações veiculadas anteriormente, no qual afirma que Dilma e Lula “privatizaram mais áreas de petróleo que todos os governos anteriores”. “Deve ser por isto que Dilma está acusando Serra. Não quer ninguém saiba que quem privatizou e entregou nosso petróleo aos estrangeiros foi ela”, disse a voz de um locutor.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG