Na reta final, Lula intensifica agenda em Estados estratégicos

Para a última semana de campanha, presidente planeja visitas a RS, PR, BA, MG e SP

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

A intensificação da agenda política do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na reta final da disputa eleitoral revela as prioridades e apostas do PT para o dia 3 de outubro e também as preocupações do partido nas eleições estaduais. Os alvos são Rio Grande do Sul, Paraná, Bahia, Minas Gerais e São Paulo.

Agência Estado
Presidente poderá vir a São Paulo duas vezes na última semana antes do primeiro turno
“A agenda do Lula será cirúrgica. Ele vais aos locais onde temos chance de reverter o quadro ou onde precisamos estancar o avanço dos adversários”, disse um coordenador da campanha de Dilma Rousseff.

Lula deve voltar a São Paulo duas vezes antes da eleição em um esforço final para tentar levar Aloizio Mercadante (PT) para o segundo turno contra o tucano Geraldo Alckmin, líder absoluto nas pesquisas. O Estado ganhou a disputa com Minas Gerais para sediar o comício final da campanha de Dilma, marcado para segunda-feira no Sambódromo paulista.

Na semana que vem o presidente vai à Bahia onde o governador Jaques Wagner (PT), que liderou as sondagens com folga durante dois meses, despencou na última semana. Será a primeira visita de Lula ao Estado na reta final da campanha.

Nesta sexta-feira, o presidente participará de um comício em Porto Alegre ao lado dos candidatos Dilma e Tarso Genro (PT). A avaliação do partido é que Tarso pode, com o apoio do presidente, ser eleito ainda no primeiro turno. Caso deixe escapar a chance o petista terá que enfrentar uma aliança de todos os adversários em torno de José Fogaça (PMDB) no segundo turno.

Além disso o presidente sofre pressão do PT e do PMDB para voltar a Minas Gerais, onde o candidato da base aliada, Helio Costa (PMDB), foi ultrapassado pelo tucano Antonio Anastasia. “Estamos tentando conciliar as agendas. O presidente já disse que deseja um grande comício em Belo Horizonte no dia 28 mas temos dificuldades porque nesse dia tem debates na TV” , disse o vice-prefeito de Belo Horizonte Roberto Carvalho (PT).

Em Minas, além de estancar a queda de Costa Lula terá o objetivo de alavancar a candidatura de Fernando Pimentel (PT), que enfrenta uma disputa dura contra Itamar Franco (PPS) pela segunda vaga do Estado no Senado.

Na o início da semana Lula esteve com Dilma no Paraná, Estado em que o candidato da base aliada, Osmar Dias (PDT), pode terminar o primeiro turno na frente do tucano Beto Richa.

No dia da eleição Lula deve votar em São Bernardo do Campo e seguir para Brasília. Dilma vota em Porto Alegre e depois também vai para Brasília onde deve acompanhar a apuração ao lado do presidente.


    Leia tudo sobre: eleições dilmapleito 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG