Na Europa, Aécio ainda resiste à convocação para vice

Assim que desembarcar de volta das férias, amanhã, o ex-governador vai comunicar à direção do PSDB que não mudou seus planos

iG São Paulo |

Assim que desembarcar de volta da viagem de férias à Europa, amanhã, o ex-governador de Minas Gerais Aécio Neves vai comunicar à direção nacional do PSDB que não mudou seus planos políticos e, portanto, não aceita a vice na chapa presidencial do tucano José Serra. O próprio Aécio confirmou a um líder do tucanato próximo de Serra que vai disputar uma cadeira no Senado. 

Como Aécio era aguardado "secretamente" em Minas no sábado passado, um expoente do PSDB ligado a Serra não tem dúvida de que o adiamento da volta, em meio ao impacto das últimas pesquisas que apontam um empate entre a petista Dilma Rousseff e o tucano, foi de caso pensado. Seria um recado de que ele, Aécio, não quer se envolver na disputa nacional como candidato a vice. 

O PSDB mineiro não vê a hora de Aécio retomar a campanha pela reeleição de Antonio Anastasia. O tucano ficou estacionado nas pesquisas ao longo deste mês em que seu antecessor esteve fora do País. Mas a situação de Anastasia não configuraria uma emergência. O raciocínio que prevalece é o de que, seja como for, Anastasia saiu de 4% para a faixa dos 20% na preferência do eleitorado. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Leia tudo sobre: aécio nevesserrapsdbanastasia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG