Na Bahia, Geddel anuncia oficialmente apoio a Dilma

Terceiro colocado na disputa pelo governo estadual, peemedebista gatante não ter feito exigências à petista

Lucas Esteves e Aura Henrique, iG Bahia |

O peemedebista Geddel Vieira Lima, candidato derrotado ao Governo da Bahia nas eleições deste ano, decidiu oficialmente que dará seu apoio à presidenciável

Dilma Rousseff

no 2º turno do pleito nacional. A decisão foi tomada na manhã desta quarta-feira depois que o deputado federal foi levado a Brasília pelo presidente nacional do partido para uma conversa pessoal com Dilma.

Havia o temor no PT de que Geddel, depois de ter sido abandonado pela ex-ministra da Casa Civil a nove dias da votação, manifestasse predisposição de mudar de lado e ordenar aos correligionários que trabalhassem para a eleição de Serra. O fato, no entanto, foi desmentido após o encontro e o peemedebista recuou da rebeldia. “Tivemos uma conversa tranquila, está tudo superado”, confirmou.

O parlamentou negou ter imposto qualquer tipo de condição para manter o apoio a Dilma na nova etapa da corrida presidencial e assinalou que qualquer especulação neste sentido é apressada. “Dilma ainda não é presidente. Está inserida em uma corrida pelo cargo”, declarou. Havia a possibilidade do baiano barganhar um cargo na equipe virtual de Dilma para o ano que vem - que poderia até mesmo o Ministério da Integração Nacional, que ocupou até março - como compensação pela derrota e a ocasião do recuo da petista no apoio à sua chapa.

“Na verdade, permaneço onde estava. Sou um homem de partido e Temer é meu amigo fraterno de mais de 20 anos. Havia uma mágoa, mas conversamos e tudo está resolvido”, analisou. Segundo ele, o momento agora é de fazer a notícia ecoar às bases da legenda, que andavam insatisfeitas com as declarações da presidenciável. A maior parte deste trabalho será feita no interior da Bahia e, para isto, a campanha de Dilma contará com o trabalho do presidente da União dos Municípios da Bahia, Roberto Maia (PMDB), e a coordenadora da candidatura nacional para os prefeitos do estado, Moema Gramacho (PT). Ambos são prefeitos, respectivamente, das cidades de Bom Jesus da Lapa e Lauro de Freitas.

    Leia tudo sobre: eleiçõeseleições baeleições dilmapleito 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG