Ministério Público do Pará recebeu 381 denúncias de crimes eleitorais e apreendeu 60 kg de propaganda irregular

O Ministério Publico Eleitoral (MPE-PA) prendeu 16 pessoas acusadas de compra de votos e boca de urna, cujos nomes não foram divulgados. E apreendeu cerca de 60 kg de material de propaganda irregular no Pará durante as eleições 2010.

O Comitê Estadual de Combate à Corrupção Eleitoral, formado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PA) e a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), encaminhou 381 denúncias de crimes eleitorais para serem investigados.

Os candidatos que tiverem participação comprovada nas práticas de crime eleitoral podem perder o mandato e o direito de concorrer à cargos eletivos pelos próximos oito anos, com base na Lei da Ficha Limpa.

O Ministério Público tem até a data da diplomação dos candidatos, em dezembro deste ano, para apurar todos os casos. Além da compra de votos e boca e urna, também foram registradas denúncias de transporte irregular de eleitores e uso da máquina administrativa para fins de campanha.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.