MP também mira Serra por propaganda antecipada

Procuradoria Eleitoral encaminhou denúncia por causa de evento realizado em Camboriú, em 1º de maio

iG São Paulo |

A Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) em Santa Catarina apresentou denúncia por propaganda antecipada contra o ex-governador e pré-candidato ao Planalto, José Serra (PSDB). O pedido pretende averiguar se Serra foi promovido eleitoralmente antes do prazo legal, durante o 28º Congresso Internacional de Missões dos Gideões Missionários, realizado em 1º de maio, em Camboriú. A denúncia foi encaminhada à Procuradoria Geral Eleitoral, à Procuradoria Geral de Justiça de Santa Catarina e à Promotoria da Comarca de Camboriú.

Com base no noticiário veiculado na época, a denúncia aponta que o evento teria contado com um patrocínio de R$ 300 mil do Governo do Estado de Santa Catarina, cujo titular, Leonel Pavan, filiado ao PSDB, além de outros R$ 240 mil da Prefeitura de Camboriú, comandada pela também tucana Luzia Coppi. No mesmo dia em que o pré-candidato tucano foi a Santa Catarina, sua rival petista Dilma Rousseff participou ao lado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva das festas de 1º de maio organizadas pelas centrais sindicais.

O Ministério Público Federal informou que, conforme avaliação do procurador da República Marcelo da Mota, a denúncia versa sobre a suposta prática de atos ilícitos nas esferas eleitoral e cível-administrativa. Além de contemplar o ato de propaganda antecipada, o evento pode vir a ser caracterizado como prática de improbidade administrativa pelos mandatários do governo do Estado e da prefeitura.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG