Movimento de eleitores é intenso em maior local de votação do Rio

Apesar disso, trânsito é tranquilo na zona sul da cidade

Sabrina Lorenzi, iG Rio Janeiro |

Antes mesmo de se chegar ao colégio Benett, no Flamengo, zona sul do Rio, é possível percerber que o local abriga o maior número de eleitores do Estado em dia de votação. Engarrafamento, carros buzinando, milhares de pessoas entrando e saindo de apenas dois portões. São 17.079 eleitores distribuídos em 41 seções no colégio, que é um dos pontos da terceira zona eleitoral.

Para dar conta de tantos votos 188 pessoas estão trabalhando entre mesários, secretários e presidentes de seções. Uma mesária desmaiou de manhã, mas logo foi substituída. Apesar de tanta movimentação e filas em praticamente todas as seções, o clima foi de tranquilidade até o início da tarde deste domingo.

Em plena chuva, muitos idosos e deficientes físicos passaram pelo pátio do colégio para votar.

Com o apoio de uma muleta, o médio Franciso Nolasco, 55 anos, foi até a sua seção para escolher os seus candidatos. Ele conta que nunca faltou uma eleição - mesmo com a dificuldade de andar que sofre desde a adolêsencia por causa de problemas nas articulações do joelho esquerdo.

“Quando eu fazia faculdade, vivia em um regime militar e não tínhamos esse direito. Votar é uma oportunidade de mostrar em que acreditávamos: na liberdade de escolha.”

Em outra seção próxima dali, no mesmo local, o aposentado Amadeu Cunha, de 85 anos, demonstra não ligar para a idade quando o assunto é eleição. “Temos que ir até o final, cumprir com a nossa obrigação”, afirma sorridente, após votar no ginásio do colégio.

Acompanhado pelo filho até a seção, ele prosseguiu e votou sozinho na urna sem precisar de ajuda.

O presidente da seção, Márcio Leandro Melo, conta que muitos idosos apareceram para votar no Benett. A frequente chegada de idosos manteve a servidora pública Tatiana Gomes, 32 anos, agarrada na fila. "Estou aqui há um tempão porque os idosos têm preferência."

A representante da terceira zona eleitoral, Adriana Dias Couto, lembra que o Flamengo é uma bairro conhecido pela grande população de idosos.

Zona Sul sem boca de urna e com trânsito tranquilo

O congestionamento na avenida Marques de Abrantes, onde fica o colégio Benett, é exceção. A reportagem do iG percorreu alguns bairros da zona sul sem encontrar qualquer outro transtorno. As ruas dos bairros de Ipanema, de Copacabana, da Glória e do Catete apresentavam trânsito livre até o início desta tarde de domingo chuvoso.

Também não havia sinais de boca de urna nas proximidades dos locais de votação.

    Leia tudo sobre: eleições rjeleitoresidososbenett

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG