Ministros farão campanha para Dilma e aliados no fim de semana

Dezoito ministros participaram de almoço na casa do senador Gim Argello (PTB-DF) para discutir a campanha da petista

Adriano Ceolin, iG Brasília |

nullMais de 30 integrantes da base aliada no Senado e 18 ministros do governo reuniram-se nesta terça-feira para discutir como vão atuar na campanha da candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff. O grupo também discutiu a atuação nas campanhas estaduais de partidos aliados.

O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, disse que os ministros vão participar de eventos no fim de semana. Eles deverão também colaborar nas campanhas dos candidatos da base aliada que disputam cargos de governador, senador e deputado

"Fora do seu expediente vão fazer o que sempre fizeram, que é defender o governo e defender os aliados do governo nos Estados", afirmou Padilha. “Os ministros farão campanha para a Dilma e para os nossos aliados nos fins de semana como atores políticos que são”, ressaltou.

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, foi ao almoço e disse que irá ajudar. "Eu já estou participando. Dependendo dos convites, no fim de semana, à noite", afirmou. O ministro da Cultura, Juca Ferreira, também participou do almoço, mas ainda não sabe como se dará sua atuação.

Segundo Padilha, eles também terão de municiar a candidata com informações sobre as respectivas pastas para a participação de Dilma em debates. Temporão confirmou que já conversou com Dilma sobre a área de Saúde, um dos pontos fortes do candidato do PSDB, José Serra.

Padilha também disse que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva recomendou que os ministros mantenham o governo funcionando. Substituta de Dilma na Casa Civil, a ministra Erenice Guerra afirmou que "a eleição não pode desacelerar" as ações governamentais. 

    Leia tudo sobre: SenadoGim ArgelloministrosDilma Rousseff

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG