Mercadante ganha reforço da primeira-dama em ato em SP

Dona Marisa Letícia foi uma das primeiras doadoras online para campanha do senador, que disponibilizou link para contribuições

iG São Paulo |

A primeira-dama Marisa Letícia reforçou nesta terça-feira a campanha de Aloizio Mercadante (PT) em caminhada por bairros populares de São Paulo. Em segundo lugar nas pesquisas de intenção de voto, o candidato ao governo do Estado já havia recebido antes apoio do presidente Lula e da presidenciável Dilma Rousseff (PT) em eventos realizados na região metropolitana da capital desde a última sexta-feira. O apoio de Lula foi ainda reforçado por meio de testemunho gravado para a propaganda eleitoral gratuita de Mercadante, um dos poucos candidatos a governador apoiado pelo presidente que não decolou nas pesquisas de intenção de voto.

Desta vez, a primeira-dama, que já havia subido ao palanque de Mercadante durante comício em Osasco (PT), na sexta-feira, participou de corpo-a-corpo nas favelas de Paraisópolis e Heliópolis – onde o senador já havia feito visita, no início da campanha, com Dilma.

Assim como tem feito em relação ao presidente, Mercadante também demonstrou relação de proximidade com a primeira-dama.

Em sinal de apoio, Marisa Letícia fez uma das primeiras doações online para a campanha do candidato petista, que passou a disponibilizar, no site de sua candidatura, um link para colaborações online.

Mercadante, que tem enfrentado dificuldades para arrecadar recursos para sua campanha, estima gastar R$ 45 milhões até o fim da eleição. Os valores para doações online variam de R$ 13 – em alusão ao número do PT nas urnas – a R$ 1.000 e as doações podem ser feitas por cartão de crédito.

O senador Eduardo Suplicy também anunciou sua contribuição online para a campanha: R$ 130.

Na semana passada, dona Marisa participou de um leilão beneficente promovido pelo cabeleireiro Wanderley Nunes em benefício da comunidade de Paraisópolis, região visitada agora com os aliados.

Má notícia

A campanha de Mercadante sofreu revés na Justiça Eleitoral no início da semana. Na segunda-feira, o juiz auxiliar da propaganda eleitoral Luís Francisco Aguilar Cortez determinou a redução de 33 segundos nas inserções do candidato ao governo do Estado por considerar que houve invasão do espaço destinado à propaganda de deputado federal. Serão 11 segundos retirados de três diferentes inserções em rádio.

A representação foi proposta pela coligação "Unidos por São Paulo", encabeçada pelo tucano Geraldo Alckmin.

    Leia tudo sobre: eleições spmercadantemarisa letícia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG