Mercadante diz que aceita dividir Dilma com Skaf

Candidato do PSB negocia dobradinha com ex-ministra em SP e diz não se preocupar com rusgas com PT paulista; senador diz aprovar

Matheus Pichonelli, iG São Paulo e Andréia Sadi, iG Brasília |

O candidato do PT ao governo de São Paulo, senador Aloizio Mercadante, espera contar com uma maior participação de Dilma Rousseff (PT) em eventos conjuntos no Estado nos próximos dias, mas já sabe que terá que “dividir” a atenção da ex-ministra com o adversário do PSB, Paulo Skaf.

AE
Marta Suplicy, Dilma Rousseff e Aloizio Mercadante em ato "raro" na campanha petista em SP até aqui
Em conversa com o iG , na última quinta-feira, Skaf afirmou que está acertando os ponteiros com a coordenação da campanha nacional do PT para uma dobradinha com a ex-ministra já na próxima semana. O candidato disse, porém, não ter detalhes sobre o local nem como seria realizada a atividade. No plano nacional, PSB e PT são coligados na aliança em torno de Dilma Rousseff.

Sobre uma possível rusga com o PT paulista, que tem cobrado da ex-ministra mais atenção ao principal colégio eleitoral do País, Skaf afirmou: “Aí é problema do PT. É a equipe dela que está sugerindo (o encontro conjunto)”.

Questionado, Mercadante disse nesta sexta-feira que a aproximação entre os candidatos não tratá problemas para a campanha.

“Acho positivo que candidatos que se identificam com nosso projeto possam participar. Até porque vamos estar juntos no segundo turno, já vai preparando todo mundo para o mesmo palanque”, disse, em tom de brincadeira.

Segundo o candidato, a presença de Dilma e também do presidente Lula em seu palanque vão "ajudar muito" na reta final da campanha, sobretudo quando tiver início a propaganda na TV.

“Esse aqui é o principal colégio eleitoral do País, tem 23% dos eleitores, equivale a 16 Estados da federação, e, portanto, é muito importante a disputa em São Paulo. O presidente vai dar prioridade nessa reta final e ministra Dilma também”, disse Mercadante.

    Leia tudo sobre: eleições SPskafmercadanteeleições dilma

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG