Marina: 'PT e PSDB mostram mundo cor-de-rosa e outro azul'

A candidata do PV à Presidência subiu o tom no programa eleitoral e criticou Dilma e Serra por fazerem campanhas "novelas"

Ana Paula Prado, iG São Paulo |

Marina Silva, candidata do PV à Presidência da República, subiu o tom no programa eleitoral exibido na noite desta terça-feira na TV e criticou as campanhas de Dilma Rouseff (PT) e José Serra (PSDB).

Marina disse que a petista e o tucano fazem “campanhas de promessas, mais parecidas com novelas”. A candidata afirmou que os programas eleitorais do PT e do PSDB mostram “um mundo cor-de-rosa e outro azul” e não a realidade como ela é. Marina diz que confia no eleitor para ser levada ao segundo turno.

José Serra, do PSDB, abriu o programa dizendo que “o que foi feito por São Paulo dá para fazer pelo Brasil, pois o governo federal tem muito dinheiro”. Ele cita projetos seus como governador do Estado nas áreas de urbanização de favelas, com gastos de R$ 2 bilhões. A peça eleitoral mostrou uma moradora de Heliópolis dizendo que “Dilma Rousseff só foi lá pra gravar seu programa político”. Serra também afirmou que “não teve padrinho e que não precisará pedir autorização para ninguém para governar o País”.

Ao final do programa, o tucano continuou com denúncias na área da saúde federal, iniciadas no programa vespertino desta terça-feira .

Dilma Rousseff, do PT, abriu a peça eleitoral com depoimento de uma costureira, que contou a trajetória de “mulher provedora e trabalhadora”. Na sequência, um novo jingle foi apresentado enaltecendo o poder das mulheres  “a favor da ordem e do progresso”.  O programa também destacou o crescimento do País durante o governo Lula, como o aumento no número de empregos com carteira assinada.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG