Marina prega tolerância zero com a corrupção

Após anunciar a escolha do empresário Guilherme Leal como vice, a pré-candidata do PV pregou "tolerância zero" com a corrupção

iG São Paulo |

Após anunciar a escolha do empresário Guilherme Leal - controlador da empresa Natura e dono de uma fortuna estimada em R$ 2,1 bilhão -, a pré-candidata do PV à Presidência da República, senadora Marina Silva (AC) pregou "tolerância zero" com a corrupção e disse não querer embate com José Serra ou Dilma Rousseff, pré-candidatos do PSDB e do PT, respectivamente. 

Embora tenha falado em tolerância zero com a corrupção, Marina ressaltou que o partido não está imune aos erros. A pré-candidata elogiou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e seu antecessor, disse que a liderança e a capacidade políticas do presidente Lula foram fundamentais para a criação do Bolsa-Família e defendeu o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso ao mencionar a importância do Plano Real. 

A solenidade de pré-lançamento da candidatura do PV contou com a participação do compositor e ex-ministro da Cultura Gilberto Gil, que tocou a música "Andar com fé" para homenagear a senadora. Ainda integraram a mesa os pré-candidatos do PV aos governos do Rio, Fernando Gabeira; de São Paulo, Fábio Feldman, e de Pernambuco, Sérgio Xavier. 

O escolhido

Em seu discurso, Guilherme Leal destacou que acompanha a trajetória de Marina desde a década de 90 e que se comprometeu com o projeto da senadora em disputar a Presidência desde que se filiou ao PV, em setembro. 

"Escolhi Marina presidente antes de ela me escolher para vice. Ela é a líder que tem a visão de futuro, de estadista, que pode nos levar a um Brasil diferente, mais próspero, que incorpora o ambiente como uma possibilidade, e não como uma coisa que impede nosso desenvolvimento", afirmou Leal. "Esse não é um projeto de poder. É um projeto de serviço, que se coloca à disposição da sociedade brasileira". 

O empresário revelou que demorou para aceitar o convite para integrar a chapa do PV por conta de questões pessoais e anunciou que enviará esta semana carta para a Natura solicitando sua licença do conselho da empresa.

    Leia tudo sobre: marinapv

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG