Guilherme Leal, empresário da Natura, diz que também não crê, ¿mas lastimaria¿ se informações tiverem saído da Receita Federal

A candidata do PV à Presidência, Marina Silva, disse nesta quinta-feira (24) que prefere não acreditar que informações sobre possíveis pendências fiscais da Natura - empresa da qual seu vice, Guilherme Leal, é um dos principais acionistas - tenham vazado da Receita Federal, conforme divulgou a “Folha de S. Paulo”. “Eu não estou preocupada com essas coisas, prefiro não acreditar”, afirmou. “Estão criando fatos que não são importantes para a sociedade brasileira”.

Ao responder sobre a questão do vazamento de dados, ela afirmou que a sua campanha a presidente não ultrapassará o limite das críticas políticas e programáticas.

Ao lado de Marina, o empresário Guilherme Leal referendou a posição da companheira de chapa. Leal chamou de "pseudo-vazamento" a divulgação de apurações fiscais na Natura. “Não acreditamos, mas lastimaríamos se foi resultado de um vazamento”, disse o empresário.

Leal demonstrou não estar interessado no possível depoimento no Senado do secretário da Receita Federal, Otacílio Dantas Cartaxo. Nesta quarta-feira (23), a oposição conseguiu aprovar na Comissão de Constituição de Constituição e Justiça (CCJ) um convite para que Cartaxo preste esclarecimentos sobre a existência de suposto dossiê com dados fiscais do vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge, e também sobre a violação do sigilo sobre ação da Receita Federal na Natura.

“Isso (a divulgação dos dados) está sendo tratado dentro da mais absoluta normalidade”, afirmou o candidato a vice do PV.

Questionada sobre o comportamento que adotaria em caso de ataques dos concorrentes, Marina Silva disse que não teme essa possibilidade. “Se ataques significam baixaria, digo que não acredito, porque a gente só vê nos outros aquilo que enxerga dentro de si”, justificou.

Marina visitou Belo Horizonte para prestigiar a convenção estadual dos verdes que lançou o deputado federal José Fernando Aparecido candidato a governador de Minas Gerais.

A presidenciável fez uma caminhada pelo Centro de Belo Horizonte a partir da Praça Sete até um hotel onde foi realizada a convenção estadual do PV. O candidato a governador do partido, José Fernando, apareceu nas últimas pesquisas com índices de intenção de voto na casa dos 7%. Ele enfrenta a resistência de parte dos verdes mineiros que preferem continuar a aliança com o PSDB.

O PV participou das duas gestões do tucano Aécio Neves, que lançou candidato ao governo o seu ex-vice e atual governador Antonio Anastasia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.