Marina diz que trabalha na pacificação do PV baiano

Legenda vive dias tensos com críticas que envolvem o candidato ao governo, Luiz Bassuma

Lucas Esteves, iG Bahia |

A presidenciável Marina Silva desembarcou em Salvador no início da noite desta sexta-feira (17) em um momento em que o PV baiano vive uma situação de tensão entre o candidato ao governo Luiz Bassuma e outros integrantes históricos da legenda. A situação, porém, está a caminho de ser solucionada segundo a senadora acreana, que disse em entrevista coletiva que está “trabalhando” no assunto atualmente.

Marina esteve acompanhada igualmente pelos personagens principais das divergências: Luiz Bassuma, candidato ao governo pelo PV, e Juliano Matos, ex-secretário do Meio-Ambiente do atual governo de Jaques Wagner e candidato a deputado federal. Na última semana, ambos trocaram acusações pela imprensa e geraram um clima de desconforto no partido. Segundo Bassuma, Matos não merece estar no partido porque preferia apoiar a reeleição do petista. Por sua vez, o ex-secretário diz que Bassuma é “intolerante”.

O postulante ao Palácio de Ondina criticou também a própria Marina Silva por estar supostamente ausente da Bahia durante a campanha. Uma semana depois, a campanha verde procura corrigir a falha enviando a presidenciável a dois compromissos locais no mesmo dia. A senadora visitou no mesmo dia a cidade de Vitória da Conquista, no Sul do estado, e a capital, onde recebeu título de cidadã. Em sua coletiva, Marina tratou de pacificar os ânimos com o próprio Bassuma.

“Vivi uma experiência maravilhosa propiciada por Bassuma, Edson Duarte (candidato ao Senado) e nossa militância. O que vimos em Vitória da Conquista foi o povo agregando o nosso projeto. As pessoas queriam nos ouvir e isso não vai mudar o nosso foco. Estamos juntos. O PV fez uma opção programática: eu e Bassuma em cima de um programa e Edson, que se Deus quiser será senador também nesse programa”, apaziguou.

Em todas as pesquisas da campanha baiana, Luiz Bassuma aparece com 1% de intenções de voto e, segundo ele, a presença da candidata verde na Bahia poderia melhorar sua situação. O deputado previa, inclusive, que o único comício de sua campanha ocorresse exatamente quando Marina estivesse no estado devido aos poucos recursos arrecadados pelo PV local.

O evento, no entanto, não aconteceu, apesar de ter sido programado para a tarde de sexta em Vitória da Conquista. O atraso da chegada da candidata, que só chegou a Conquista por volta das 16h vinda do Espírito Santo, impossibilitou o pronunciamento, uma vez que a cerimônia de concessão de título de Cidadã de Salvador tinha horário marcado para as 16h30 na capital.

    Leia tudo sobre: eleições baeleições marinapleito 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG