Marina diz que inclusão social na Amazônia é questão ética

A canditata do PV criticou a situação da saúde na região: "no meu Acre, as pessoas ficam perambulando" em busca de atendendimento

Agência Estado |

A presidenciável Marina Silva (PV) participou, neste sábado, do Fórum Amazônia Sustentável que aconteceu na Universidade Federal do Amazonas, em Manaus. A candidata fez um resumo de suas atividades no setor de meio ambiente e respondeu perguntas de eleitores.

Agência Estado
Marina Silva discursa durante o Fórum Amazônia Sustentável, na Universidade Federal do Amazonas (UFAM), em Manaus (AM)
A candidata destacou que, se eleita, um dos pontos fundamentais é fortalecer a inclusão social na Amazônia e no Nordeste. Para Marina, a execução destas ações não é algo somente técnico e, sim, ético. O investimento será realizado nos setores de comunicação, transporte e energia. Falou também sobre o desafio na educação e saúde.

Na saúde, a candidata disse que a Amazônia tem que ter unidades de alta complexidade. "No meu Acre, por exemplo, as pessoas ficam perambulando para conseguirem ser atendidas em outros Estados. É preciso investir em promoção da saúde, prevenção, atendimento e prevenção". Para a educação, ressaltou, é necessário igualar o processo e capacitar os profissionais que têm contato direto com os estudantes brasileiros das escolas públicas.

A sabatina começou com 45 minutos de atraso e o auditório, com capacidade para 756 pessoas, recebeu pouco mais de 100 pessoas.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG