Marina defende reforma na segurança pública

Em visita ao Rio, candidata também propõe parceria entre governo e iniciativa privada para resolver atrasos no saneamento

Samia Mazzucco, iG Rio de Janeiro |

A candidata à Presidência pelo PV, Marina Silva, disse nesta sexta-feira (21) que é preciso haver uma reforma na segurança pública, tema que até pouco tempo, segundo ela, não era discutido pelo presidente Lula.

“Era como se fosse uma questão que deveria ser tratada no âmbito dos estados. Para mudar e melhorar é preciso uma reforma na segurança pública, treinamento adequado de policiais e integração com a comunidade”, disse a senadora durante visita ao Centro Cultural Afroreggae, em Vigário Geral, favela na zona norte do Rio.

Ainda sobre segurança pública, Marina citou como exemplo um projeto conhecido como Justiça Restaurativa, implantado no Rio Grande do Sul, que atende jovens envolvidos com o tráfico de drogas.

Durante a visita ao centro cultural, Marina esteve acompanhada de Guilherme Leal, seu vice e presidente da Natura, empresa que é uma das patrocinadoras do Afroreggae. A candidata assistiu a apresentações de dança e música e chegou a tocar percussão.

A candidata também comentou dados do IBGE que apontaram crescimento de 52% para 55% entre os anos de 2000 e 2008 do saneamento básico dos municípios.

Questionada se teria faltado investimentos do atual governo na área, a candidata respondeu que as falhas “são de 16 anos acumulados”. “O cálculo é de que precisamos de um investimento de R$ 20 bilhões durante 10 anos, a cada ano, para acabar com o problema”, disse, defendendo ainda a parceria entre governo e iniciativa privada para a realização das obras. “Têm urgência, porque a falta de saneamento cria os doentes e atrasos”.

Sem agressões
Sobre tornar sua campanha mais agressiva, Marina disse que manterá o mesmo ritmo que ações que tem apresentado até agora, e que sua plataforma se baseia em discutir idéias. “Esse é o tom que os brasileiros querem ouvir os candidatos, não é salada nem farofa de números. Nós queremos discutir propostas”.

Pela manhã, Marina participou do 8º Congresso Brasileiro de Jornais , promovido pela ANJ, onde Dilma e Serra também estiveram nesta quinta-feira.

    Leia tudo sobre: Eleições Marinasegurança públicasaneamentolula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG