Marina defende criação de índice para emissão de poluentes

Em visita à Bovespa, a candidata do PV propôs a criação de índices econômicos que normatizem as emissões de CO2 pelas empresas

Rodrigo Rodrigues, iG São Paulo |

A candidata do PV à Presidência da República, Marina Silva, participou da abertura do pregão da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) e propôs a criação de índices econômicos que normatizem as emissões de carbono e poluentes das empresas brasileiras.

A ideia da presidenciável é que a elaboração desses índices seja feita pela já anunciada Agência Nacional do Clima, proposta no programa de governo do PV. A criação dos índices seria em parceria com empresários, sociedade civil e academia. Além de criar e fiscalizar, a Agência, segundo Marina, teria a função de fomentar as atividades de baixo carbono, a fim de garantir o cumprimento das metas. “Não temos um olhar punitivo para essa agenda, temos um olhar afirmativo, no sentido de criar os instrumentos econômicos e a base de apoio técnica para essa economia de baixo carbono. É uma realidade que está sendo posta no mundo inteiro e o Brasil tem de se antecipar a ela”, afirmou.

Para a candidata do PV, a nova realidade será resultado de um processo de construção. “Nós não podemos começar cobrando para que as empresas e os diversos setores nos entreguem um produto como se estivesse pronto. O objetivo é criar indicadores para estimular a produção limpa e conseguir atingir os resultados”.

Agência Estado
A candidata Marina Silva e seu vice, Guilherme Leal (centro), acionam a campainha de início dos negócios no pregão da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa)

Acompanhada do candidato a vice, Guilherme Leal, Marina foi recebida pelo presidente da Bovespa, Edemir Pinto. A ex-ministra do Meio Ambiente disse que é necessário melhorar o clima de negócios no Brasil, mas não detalhou o que precisa ser mudado. Ela também falou sobre educação financeira e ouviu dos empresários pedidos para que o assunto seja transformado em disciplina nos currículos das escolas públicas. Marina disse que é a introdução da educação financeira no ensino já está sendo estudada pelo Ministério da Educação e que o tema será visto por ela com carinho.

    Leia tudo sobre: Eleições Marinapleito 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG