Marina critica Serra por tentar 'intimidar' a imprensa

Candidata ainda creditou agressividade de adversários no debate ao `crescimento da onda verde¿

Rodrigo Rodrigues, iG São Paulo |

A candidata do PV à Presidência da República, Marina Silva , fez caminhada hoje no centro de Guarulhos (SP) e, em entrevista a jornalistas, afirmou que o adversário José Serra (PSDB) não respeita o trabalho da imprensa.

Marina comparou as atitudes de Serra com as declarações de ofensa que o presidente Lula vem fazendo à mídia e negou que tenha sido agressiva com os adversários no debate de ontem. De acordo com a candidata, o fato de ela ter sido interceptada várias vezes pelos adversários no debate é sinal de que a "onda verde está incomodando e tem muita chance de chegar ao segundo turno".

Assim como aconteceu no debate da TV Record ontem, a presidenciável subiu o tom contra o que chama de "intimidação" do candidato do PSDB para com os repórteres. “Tenho ouvido reclamações nos últimos dias que o ex-governador José Serra tem ficando nervoso quando fazem perguntas que ele não gosta. Ouço também relatos de que há uma tentativa de intimidação dele aos jornalistas”, afirmou.

“Existem duas formas de tentar intimidar a imprensa. Ou é aquela que a pessoa vem a público e coloca de forma infeliz uma série de críticas, e a outra é (feita por) aqueles que, de forma velada, tentam agredir jornalistas pedindo cabeça de repórter, o que dá na mesma coisa. Respeito à democracia e à liberdade de imprensa é permitir que a informação circule e estar sempre atento para que sempre circule com critérios éticos e de justiça”, pontuou Marina.

Corrupção

Além dos ataques a Serra, a candidata do PV se defendeu das acusações feitas por Dilma Rousseff durante o debate de ontem, na TV Record, onde a petista apontou irregularidades que foram descobertas no Ministério do Meio Ambiente durante a gestão de Marina Silva.

A presidenciável verde admitiu as irregularidades, mas disse que tomou todas as providências para que as denúncias fossem apuradas e encaminhadas à Polícia Federal.

"Quem acompanhou minha passagem pelo ministério sabe que tomei providências de todas as denúncias que foram apresentadas. Não é a toa que 125 funcionários do Ibama foram presos envolvidos em crimes ambientais, 1.500 empresas foram desconstituídas e criei um sistema transparente de desmatamento”, argumentou Marina.

Caminhada e internet

Após falar com os jornalistas, Marina fez uma caminhada pelo centro comercial de Guarulhos e discursou em cima de um carro de som. No discurso, a presidenciável voltou a atacar as alianças políticas de Dilma e o "promessômetro" do adversário José Serra.

A presidenciável do PV também participou de um "twitaço" de campanha em uma lanhouse da região. Através de uma webcam, ela interagiu com cerca de 2500 internautas.  

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG