Marina centrará discurso em Educação e Saúde durante debate

Maior dificuldade da candidata é reduzir a narrativa para o tempo de 1 minuto, estipulado pela regra do debate marcado para hoje

Rodrigo Rodrigues, iG São Paulo |

Novata em debates eleitorais como Dilma Rousseff (PT), a presidenciável Marina Silva se preparou como nunca para o embate de hoje a noite na TV Bandeirantes e deve centrar o discurso em Educação e Saúde, temas prioritários da campanha verde.

O treinamento durante todo o dia de ontem contou com apoio de uma fonoaudióloga e de uma preparadora corporal, além de simular durante mais de oito horas o ambiente de estúdio, com bancada, luzes e câmeras.

Thaisa Lisboa, iG Pernambuco
A candidata do PV à Presidência, Marina Silva, deve centrar o discurso durante o debate em temas considerados sensíveis para os governos do PT e do PSDB
Marina Silva deve chegar ao 1° debate com os rivais Dilma Rousseff (PT), José Serra (PSDB) e Plínio de Arruda Sampaio (PSOL) por volta das 21h00, acompanhada de assessores de campanha e formuladores de seu programa de governo.

Segundo o coordenador geral da campanha verde, João Paulo Capobianco, pouca coisa no discurso de Marina mudará para o debate desta noite. A orientação, segundo ele, é que a candidata seja a mais transparente possível, mostrando o que ela tem sido nos eventos públicos desde o início da campanha.

“A Marina tem que ser o que ela é. A orientação é não explorar conflitos e temas que têm sido alvo de polêmicas durante essa primeira fase, como dossiês, Farcs, entre outros assuntos. A estratégia é debater idéias e mostrar que nós temos um projeto diferente dos demais concorrentes para o País”, disse Capobianco.

Os temas Educação e Saúde foram os escolhidos em virtude da avaliação do partido, que elegeu os dois assuntos como maiores deficiências do governo de FHC e Lula, representados pelos candidatos Serra e Dilma.

Apesar de tranquila e calma, assessores de Marina afirmam que ela está apreensiva, temendo que o embate entre Dilma e Serra, líderes nas pesquisas, descambe para o bate boca e a troca de acusações.

A maior preocupação dos estrategistas de campanha de Marina, no entanto, é com o discurso da candidata, que costuma ser longo e pouco objetivo, baseado em histórias e narrativas. Como no primeiro bloco do programa os candidatos terão dois minutos de resposta e nos demais apenas um minuto, Marina treinou o dia todo para adequar o discurso ao curto tempo de fala na TV.

Militância

Por conta da concorrência entre o debate e a transmissão do jogo entre São Paulo e Internacional, pela Copa Libertadores, apoiadores da candidata do PV e membros do Movimento Marina Silva estão fazendo um levante pela internet, convocando todos para assistirem ao debate. Vários comitês informais conhecidos como “Casa de Marina” estão agendando com vizinhos e amigos para que assistam o programa juntos.

Em virtude do baixo tempo de televisão que a candidata tem no horário eleitoral, os debates são a principal vitrine para tornar Marina conhecida do eleitorado. Além do debate na TV Bandeirantes, a candidata se propôs a participar de todos os outros embates entre os presidenciáveis, inclusive aqueles agendados para emissoras menores, como MTV, Gazeta de São Paulo e RedeTV!.

O debate da TV Bandeirantes será transmitido em rede nacional a partir das 22h00.

    Leia tudo sobre: Eleições MarinaDebate bandeirantesPVsaúdeeducação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG