Marina admite falhas no PV e defende Zequinha Sarney

Em sabatina promovida pelo jornal Folha de S.Paulo, candidata diz que não se pode por a conta do presidente Sarney no filho

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

A candidata à Presidência pelo PV, Marina Silva, admitiu que o partido tem problemas e dificuldades iguais aos demais e ainda precisa fazer o dever de casa. “O PV não é um partido perfeito. É um partido com dificuldades e problemas dos outros partidos. Entrei no PV sabendo que tem um dever de casa para ser feito”, disse. Marina participa na manhã desta quarta-feira de sabatina promovida pelo jornal Folha de S.Paulo.

Questionada pelo jornalista Fernando Rodrigues sobre a presença de Zequinha Sarney no PV-MA, a candidata defendeu o deputado, filho do presidente do Senado, José Sarney. Zequinha é suspeito de ter recebido um apartamento no bairro dos Jardins, zona nobre da capital paulista, de uma empreiteira. “Porque a gente põe a conta do presidente Sarney no Sarney Filho? Eles não são a mesma pessoa, embora tenham o mesmo nome”, disse Marina, que elogiou a passagem de Sarney Filho pelo Ministério do Meio Ambiente no governo de Fernando Henrique Cardoso.

A presidenciável afirmou, ainda, que não saiu do PT por falta de espaço, nem pelos problemas éticos, mas sim porque o partido não assimilou valores referentes ao meio ambiente e à sustentabilidade.

    Leia tudo sobre: Marina SilvaPVcandidataSarney FilhoZequinha Sarney

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG