Maranhão bate novo recorde de abstenção

Quase um terço dos eleitores não compareceram às urnas no Estado; situação foi idêntica ao do primeiro turno

Wilson Lima, iG Maranhão |

Assim como aconteceu no primeiro turno, o Maranhão foi o recordista em abstenções em todo o Brasil. Ao todo 29,52% dos eleitores não votaram no Estado, o que significa que quase um terço dos eleitores maranhenses não compareceu às urnas. No primeiro turno, o índice de abstenção no Estado chegou a 23%.

A abstenção recorde do Maranhão foi uma preocupação da coordenação da campanha pró-Dilma Rousseff (PT) no Estado. Tanto que Roseana Sarney (PMDB), a principal cabo eleitoral maranhense da petista, realizou reuniões com pelo menos 200 prefeitos para que eles ajudassem a diminuir o índice de abstenção no Estado.

O segundo Estado com o maior percentual de abstenções foi o Acre. Por lá, 28,23% dos eleitores não compareceram às urnas. No Acre, ainda faltam apurar cerca de 1% das urnas. Amazonas foi o Estado com o terceiro maior índice de abstenção: 26,81%. Pará e Tocantins completam a lista das cinco unidades da federação onde foram registrados os maiores percentuais de eleitores faltosos.

Do outro lado, os Estados com os menores índices de abstenção foram Santa Catarina (16,89%), Rio Grande do Sul (17,71%) e Roraima (16,98%). São Paulo teve o quinto menor índice de abstenção do país: 19,03% dos eleitores paulistas não compareceram às urnas. Conforme os últimos números atualizados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 29,1 milhões de eleitores não votaram nas eleições deste domingo. O índice de abstenção em 2010 foi igual ao de 1998.

    Leia tudo sobre: eleições maeleições dilmaabstenções

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG