Mãe de Dilma não consegue votar na filha

Quase homônima da filha famosa, Dilma Jane Silva Rousseff não conseguiu votar porque havia se cadastrado para o voto em trânsito

Eduardo Ferrari, iG Minas Gerais |

Dilma Rousseff não conseguiu votar em Dilma Rousseff neste domingo (31) na eleição em segundo turno à Presidência da República. A mãe da candidata petista, Dilma Jane Silva Rousseff, dona de casa que mora em Belo Horizonte, não pôde votar na filha para presidente porque se cadastrou para votar em trânsito na expectativa de que iria acompanhar a filha em Porto Alegre, onde ela tem seu domicílio eleitoral.

Dilma Jane Silva Rousseff tem mais de 70 anos e pela legislação eleitoral tinha a opção de voto facultativo. Ainda sim, cadastrou-se em Brasília, no Distrito Federal, para votar nos dois turnos em trânsito.

Segundo o assessor do Tribunal Regional Eleitoral de Minas (TRE-MG), Rogério Tavares, quando um eleitor opta por votar em trânsito ele não pode votar no seu domicílio eleitoral, mesmo que esteja na sua cidade, porque seus dados só podem ser registrados na cidade onde ele escolheu votar.

A mãe de Dilma acabou não viajando para Porto Alegre e compareceu à seção eleitoral na qual é cadastrada na capital mineira, cidade natal da presidenciável, mas não pode votar porque o sistema não reconheceu.

    Leia tudo sobre: Eleições MGEleições DilmaPleito 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG