Lula faz ato pró Cabral em inauguração no Rio

Virou ato pró governador, pré-candidato à reeleição, a inauguração daUPA 24h na favela Cidade de Deus, com presença do presidente

iG São Paulo |

Virou ato pró governador Sérgio Cabral Filho (PMDB), pré-candidato à reeleição no Rio de Janeiro, a inauguração da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24h na Favela Cidade de Deus, na zona oeste do Rio, com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em discurso, Lula destacou que as obras realizadas nessa e em outras favelas não seriam possíveis sem a parceria dos governos federal, estadual e municipal. 

"Uma coisa que considero importante é a parceria que construímos. Queria que vocês compreendessem isso. Se a gente tiver um desentendimento entre o prefeito, o governador e a Presidência da República, quem vai sofrer com isso é o povo. Aqui no Rio vocês têm experiência de sobra para saber o quanto foram enganados. Quantas vezes as pessoas vieram aqui e prometeram o paraíso?", discursou o presidente. 

"Faltam 7 meses para terminar o meu mandato. A verdade é que o que eu e esse companheiro aqui (Cabral) fizemos nesse segundo mandato a gente só pôde fazer porque estava muito unido." Para Lula, graças à "eficiência" da política de segurança do governador "a gente pode ver a Cidade de Deus tranquilamente pacificada, com as crianças na escola e o povo andando na rua à noite". 

'Babacas'

Na plateia, reunida em um ginásio, cartazes exaltavam os governantes: "Paes, Cabral e Lula, nossos eternos tenores". 

Ao comentar obras do PAC realizadas em favelas, o presidente discursou: "Quando subi de helicóptero, nós passamos pelo (morro) Pavão-Pavãozinho. E eu vi um elevado. Um elevado alto, bonito, com um elevador fantástico para trazer o povo lá de cima para pegar o metrô. Porque não tem como a pessoa descer daquela ribanceira. Certamente alguém vai olhar e vai dizer: `esse Sérgio Cabral, esse Lula e esse Eduardo Paes (prefeito do Rio) são uns babacas. Porque em vez de gastar dinheiro fazendo um centro de música fino, para rico, ficam fazendo elevador para pobre. Pobre tem mais é que engrossar a canela, andar e amassar barro'", discursou.

    Leia tudo sobre: sérgio cabrallulapmdb

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG