Dilma não estará presente por causa do debate que será realizado pela TV Globo no mesmo dia

O governador reeleito, Eduardo Campos (PSB), confirmou, em encontro com lideranças de partidos, nesta segunda-feira (18), no Recife, que a campanha da presidenciável Dilma Rousseff (PT) será encerrada no próximo dia 28. Mesmo sem a presença de Dilma, que estará ausente por conta do debate da TV Globo, está programado um ato no Marco Zero com o presidente Lula. Segundo Eduardo, a confirmação foi feita pelo comando nacional da campanha da petista.

“Mais uma vez vamos receber no Marco Zero o melhor presidente que este País já teve, para mostrar a gratidão do nosso Estado pelo seu trabalho”, afirmou Campos. O governador reeleito afirmou ainda que a vitória de Dilma é de total importância para que o País continue avançando. “A era Lula gerou 14 milhões de emprego”, pontuou.

Sobre as pesquisas internas que sinalizam vantagem à presidenciável do PT sobre o seu adversário José Serra (PSDB), Eduardo comemorou. “Agora já começamos a ganhar terreno. Todos esperavam que a segunda pesquisa Datafolha mostrasse uma redução na vantagem, e não foi o que aconteceu”.

Aliados
Deputado federal eleito e coordenador da campanha de Dilma em Pernambuco, João Paulo (PT), afirma que as sondagens internas no Estado já apontam Dilma com uma liderança de 72% das intenções de voto, contra apenas 28% do peemedebista. João Paulo ainda informa que “este encontro é uma convocação para que todos os companheiros coloquem suas militâncias em favor do projeto político representado pela candidatura de Dilma”.

Já o senador eleito, Armando Monteiro Neto (PTB), previu que Pernambuco dará uma votação consagradora a petista neste segundo turno. “Com Dilma eleita, Pernambuco continuará dando prosseguimentos as grandes mudanças operadas pelo governador com apoio velado do presidente Lula”.

Durante o encontro, o presidente da Assembleia Legislativa, Guilherme Uchoa (PDT), defendeu que a pauta da casa será flexível nos próximos dias que antecedem o segundo turno. Desta forma, os deputados poderão se envolver melhor na campanha dilmista. “O tempo é curto. Se for o caso, temos que ter a compreensão dos nossos colegas, se for preciso, que possamos faltar aos nossos compromissos na Assembleia para se dedicar a campanha de Dilma”, disse.

Cerca de 150 lideranças estavam presentes representando os 14 partidos que apoiaram a candidatura da petista em Pernambuco. Segundo João Paulo, esse encontro serviu para unir as militâncias e traçar estratégias, estabelecendo metas de fortalecimento da candidata no Estado. Lideraram o encontro o governador Eduardo Campos, o senador eleito Armando Monteiro Neto e o coordenador da campanha de Dilma em Pernambuco e deputado federal eleito João Paulo. Participaram também deputados federais eleitos e não eleitos, bem como deputados estaduais e presidentes de partidos.

    Leia tudo sobre: lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.