Lula diz que oposição vai perder as eleições presidenciais

Declaração é feita durante Cúpula de Presidentes do Mercosul, realizada na cidade argentina de San Juan

Agência Estado |

selo

"A oposição vai perder as eleições presidenciais." Sorrindo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva pronunciou a frase durante a 39ª Cúpula de Presidentes do Mercosul, realizada hoje na cidade argentina de San Juan.

O público que ouviu a declaração era composto pela presidente do país anfitrião, Cristina Kirchner, e os colegas Sebastián Piñera, do Chile, José Mujica, do Uruguai, Evo Morales, da Bolívia, e o paraguaio Fernando Lugo, além de representantes dos governos de Peru, México, Colômbia e Egito.

"Para quem está no governo, oito anos não são nada", disse Lula, em referência a seus dois mandatos presidenciais consecutivos. "Mas, com certeza, para a oposição, oito anos é uma eternidade", ironizou o brasileiro perante os presidentes do Mercosul, vários dos quais riram com o comentário de Lula, que teve cautela em evitar de citar de forma explícita o candidato José Serra, do PSDB.

Na sequência, Lula brincou com o idioma local ao iniciar uma declaração: "Entonces ("então" em espanhol), terei que sair um pouco para contemplar a oposição, que quer disputar uma eleição, embora vá perder." Ele também criticou - sem citar nomes - representantes da oposição que são contrários ao Mercosul.

Depois, em coletiva de imprensa, o presidente brasileiro citou o crescimento do comércio do bloco e destacou que com a Argentina o fluxo comercial bilateral no primeiro semestre deste ano foi de US$ 15 bilhões, um recorde histórico. "E com certeza chegaremos aos US$ 30 bilhões neste ano", afirmou.

    Leia tudo sobre: LulaeleiçõesMercosuloposição

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG