Luiz Bassuma deverá enfrentar pedido de expulsão do PV

Candidato verde passa por dificuldades dentro de seu próprio partido após envolver-se em polêmicas com correligionários

Lucas Esteves e Aura Henrique, iG Bahia |

Em meio a polêmicas com correligionários, o candidato do PV ao governo da Bahia, Luiz Bassuma, poderá enfrentar um processo de expulsão de seu partido. O ex-secretário estadual de Meio Ambiente e candidato a deputado federal Juliano Matos confirmou que pedirá à Comissão de Ética do partido a expulsão do candidato.

No último debate entre os candidatos ao governo do Estado, Bassuma criticou veementemente Matos, ex-integrante do secretariado do governador Jaques Wagner (PT). Matos disse que Bassuma é incapaz de conviver com opiniões discordantes no grupo e que a atitude de criticá-lo publicamente foi irresponsável. Ele também acusa Bassuma, que nas pesquisas aparece com somente cerda de 1% das intenções de voto, de estar trabalhando na verdade apenas para eleger a esposa, Rose, candidata a deputada federal.

“Bassuma não é pacifista nem ético. Agressivo, arrogante e não hesita em mentir sem limites, se dizendo aclamado no PV. Seu projeto é oportunista e o Partido Verde começa a descobrir seu sectarismo. Veio sem fundamento para eleger a esposa, que é candidata a deputada e disputa uma vaga comigo na Câmara Federal. Eles estão usando e abusando da legenda do PV, o que é prática inaceitável no nosso partido”, escreveu.

Ainda não se sabe qual o desfecho deste contencioso dentro do PV, mas Bassuma tem histórico de deixar um partido em meio a problemas. Sua saída do PT também foi complicada, em meio a fortes embates relacionados com temas polêmicos, como legalização do aborto, sobre o qual ele sempre se colocou veementemente contra. A saída do partido acabou sendo espontânea, mas extremamente conturbada.

    Leia tudo sobre: eleições baPVLuiz BassumaJaques Wagner

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG