Longe da campanha, Dirceu e Pimentel sugerem perguntas a Dilma

Entre os assuntos sugeridos pelos políticos petistas, estavam o desempenho escolar paulista e as privatizações

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

Futura Press
Dilma no debate da Rede TV
Embora não esteja participando diretamente da campanha da presidenciável Dilma Rousseff (PT), o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e o ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel (PT), derrotado na disputa ao Senado por Minas Gerais não pararam de dar pitacos. Situados na plateia, os dois adotaram a estratégia de enviar mensagens via sms para a equipe de assessoria da candidata petista. A intenção é sugerir perguntas que lembrem casos envolvendo o PSDB que ela poderia explorar.

No momento em que o tucano disse que Dilma e o PT eram contra o Estado de São Paulo, Dirceu enviou várias mensagens para a equipe de assessoria. O iG teve acesso à mensagem que o ex-ministro enviou, que tratava de uma frase dita pelo presidenciável tucano, José Serra (PSDB) atribuindo aos filhos dos migrantes nordestinos o mau desempenho da rede pública paulista de ensino. Os assessores tentaram convencer os coordenadores da campanha de Dilma, José Eduardo Dutra e Antônio Palloci, mas eles não deram muita importância à estratégia.

Pimentel mandou uma mensagem ao assessor do presidente do Partido Progressista, senador Francisco Dornelles (PP-RJ), dizendo que o Serra quando foi ministro da Saúde assinou um decreto 1503/1995, que era para privatizar o sistema elétrico brasileiro, Eletrobras, Furnas, Eletronorte e Chesf. Foi feita a sugestão de uma pergunta questionando se ‘ele teria mudado de ideia ou só estaria dizendo que é contra a privatização porque estamos em um momento eleitoral?’. A equipe do iG apurou que a pergunta chegou às mãos da Dilma.


    Leia tudo sobre: eleições dilmaeleições serrapleito 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG