Lobão diz que ainda é cedo para falar em ministério

Ex-ministro de Minas e Energia é cotado para reassumir vaga no governo Dilma

Wilson Lima, iG Maranhão |

O senador reeleito pelo Maranhão, Edison Lobão (PMDB), declarou em entrevistas que ainda é cedo para falar de uma possível indicação de seu nome ao Ministério de Minas e Energia no próximo governo. Lobão tem sido cotado para reassumir o cargo que ocupou entre 2008 e 2010.

Segundo Lobão, o momento é de comemorar a conquista de Dilma Rousseff (PT). “Não é hora de falar de ministério. É momento de comemorar a vitória de Dilma”, disse o senador. Mas, quando questionado sobre uma eventual participação no governo petista, Lobão declarou: “O futuro a Deus pertence”.

O deputado federal reeleito no Maranhão, Gastão Vieira (PMDB), que foi vice-líder do governo Lula no Congresso, defendeu a indicação de Lobão ao Ministério de Minas e Energia. “Eu acredito que Dilma não terá nenhuma resistência em acatar essa indicação”, destacou Vieira.

As especulações relacionando um retorno de Lobão ao Ministério de Minas e Energia começaram ainda no primeiro turno. Caso Lobão retorne à pasta, quem assume a sua vaga no Senado é o seu filho, Edison Lobão Filho (DEM).

Do outro lado, Lobão não escondeu que já foi procurado por colegas para presidir o Senado. “Tenho sido procurado sim por colegas e estamos conversando”, disse Lobão. Até o momento, apenas dois maranhenses presidiram o Senado. Lobão e José Sarney (PMDB).

    Leia tudo sobre: eleições masenadoedison lobão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG