Indio da Costa, Michel Temer, Alexandre Padinha e Geraldo Alckmin são esperados no Estado

Na corrida presidencial do segundo turno devem comparecer em Mato Grosso do Sul quatro nomes de peso no cenário nacional. São esperados no Estado os candidatos a vice de Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB), Michel Temer (PMDB) e Índio da Costa (DEM), respectivamente, mas a campanha ainda depende da confirmação da agenda.

Os militantes da campanha de Dilma também querem trazer o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, enquanto os apoiadores de Serra querem a presença do governador eleito de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). Na última eleição para presidente, que também foi para o segundo turno, Alckmin venceu em MS e em outros seis Estados.

O senador Valter Pereira, que depois de ser rejeitado pelo PMDB apoiou a candidatura dos petistas, revelou que a visita de Alexandre Padilha está praticamente acertada. Padilha deve participar de um encontro entre prefeitos, em Campo Grande, nesta segunda-feira, dia 18. O evento está previsto para acontecer no Hotel Vale Verde a partir das 18 horas.

Pereira também quer trazer Michel Temer, mas precisa analisar a disponibilidade de agenda dele para vir ao Estado. O vice de Dilma foi esperado no primeiro turno, mas não visitou o Estado. Somente a candidata petista participou de campanha no MS. A assessoria de imprensa de Temer, informou que ele tem intenção de fazer campanha em MS, no entanto, espera a organização das lideranças locais.

A senadora Marisa Serrano (PSDB) deve confirmar a agenda de Índio da Costa e Geraldo Alckmin em Mato Grosso do Sul nos próximos dias. A senadora trata do assunto pessoalmente em Brasília e deve marcar uma agenda conjunta no Estado na quinta-feira (21/10). Eles terão atividades em Campo Grande e em Dourados.

Até o momento, não está prevista a vinda de nenhum dos candidatos à Presidência ao Estado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.