Líder no ES, Casagrande pode dar vice para PT ou PDT

Entre os 13 partidos da coligação, as duas legendas são as preferidas para o cargo; o anúncio será feito nos próximos dias

Samia Mazzucco, especial para o iG Rio de Janeiro |

Líder em uma pesquisa feita pelo Instituto Futura com 61,6% das intenções de voto para o governo do Espírito Santo, o candidato Renato Casagrande (PSB) diz que deve escolher seu vice nos próximos dias. Os nomes mais cotados para compor a chapa são o deputado federal Carlos Mannato (PDT) e o deputado estadual Givaldo Vieira (PT).

Mesmo fazendo parte de uma coligação de 13 partidos, entre eles PT, PMDB e PV, Casagrande diz não descartar novos apoios até o próximo dia 5, prazo da Justiça Eleitoral para registros. “Mesmo com tudo já fechado, pode ser que alguma coisa mude.”

Quanto ao fato de ser líder nas pesquisas, ele é cauteloso. “A campanha ainda vai começar, não se ganha antes da hora. Mas estou confiante, pois tenho uma boa aliança partidária”, disse.

O deputado federal Luiz Paulo Velloso Lucas (PSDB), que aparece em segundo na pesquisa com 18%, afirma que a diferença não o assusta. “Isso é um reflexo do momento inicial da campanha. Estou satisfeito em conseguir uma aliança e sair candidato”, disse.

A candidatura do tucano só foi consolidada após a direção nacional do DEM intervir na legenda no estado e fechar a aliança, que além dos dois partidos tem também PTB, PPS e PMN.

Os apoios, aliás, podem aumentar. “Continuamos conversando com outros partidos. Só vamos terminar de costurar as alianças no dia 30 de junho e podem surgir novidades”, afirmou o Max da Mata, presidente do DEM no estado.

O vice da chapa ainda não foi definido. “Apresentei aos partidos o perfil do companheiro que desejo, que compartilhe nossas convicções e ajude na coordenação da equipe. Mas temos até o dia 5 para definir”, afirmou Velloso.

Encomendada pela Rede Gazeta, a pesquisa foi realizada entre os dias 7 e 8 de junho com 800 eleitores capixabas e registrada sob o n°7203/2010 no TRE-ES. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para mais ou menos.

    Leia tudo sobre: Casagrandepsbespírito santolíderVelloso

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG