Líder nas pesquisas, Alckmin vota e diz que é preciso humildade

Candidato do PSDB ao governo de São Paulo vota acompanhado de políticos e da famíli e diz que campanha "foi a mais emocionante"

Piero Locatelli, iG São Paulo |

AE
Geraldo Alckmin sorri ao deixar a urna
O candidato tucano ao governo de São Paulo, Geraldo Alckmin, votou neste domingo em escola no Morumbi, Zona Oeste de São Paulo, por volta das 11h30. Líder em todas as pesquisas, o candidato disse que é preciso humildade e fé para esperar o resultado das urnas hoje.

Segundo Alckmin, essa foi a campanha mais emocionante de qual já participou. “Fizemos uma campanha propositiva, tratando de projetos. São Paulo vive um bom momento crescendo acima do PIB brasileiro, ajuda o Brasil, e o Brasil também ajuda São Paulo, é uma boa simbiose”, afirmou.

De acordo com os números da última pesquisa de intenção de voto Vox/Band/iG , a situação em São Paulo está indefinida. Não é possível afirmar se vai ou não haver segundo turno, já que a soma dos outros candidatos é igual ao número do tucano.

Alckmin votou acompanhado de sua família, do governador Alberto Goldman (PSDB), do prefeito Gilberto Kassab (DEM), do seu vice Guilherme Afif (DEM), do candidato ao senado Aloysio Nunes (PSDB) e de outros candidatos do partido. Em seguida, ele irá acompanhar o candidato à Presidência da República, José Serra (PSDB), na sua votação.

Russomanno

O tucano chegou ao local de votação pouco depois da saída do candidato adversário do PP, Celso Russomanno, do mesmo colégio. Terceiro colocado nas pesquisas, ele disse que não descarta a possibilidade de ir ao segundo turno e evitou falar quem apoiaria se não fosse ao novo pleito. Ele deve passar o restante do dia em seu comitê eleitoral.

    Leia tudo sobre: Eleições SPpleito 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG