Lago diz que maior erro do seu governo foi 'político'

Candidato do PDT ao governo do Maranhão diz que não avaliou concretamente a influência da família Sarney no Estado

Wilson Lima, iG Maranhão |

O candidato ao governo do Maranhão, Jackson Lago (PDT), declarou hoje em sabatina realizada pelo jornal O Imparcial que o maior erro da sua gestão (2007/2009) foi político e não necessariamente técnico.
Lago afirmou que um dos seus maiores equívocos foi não ter feito uma avaliação concreta do, segundo ele, poder de influência da família Sarney em todas as esferas de poder.

“O maior erro do meu governo foi o erro político. Em 2002 tivemos 42% dos votos, o candidato do PSB (Ricardo Murad) teve 5%, do PT (Helena Heluy) teve 5%, o candidato do Sarney na época, doutor Zé Reinaldo (PMDB), teve 48% dos votos. Então Sarney conseguiu no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), sob pretexto de que uma procuração, anular 5% dos votos do PSB. Então, quem tinha 48% passou pra 50% e impediu o povo de votar no segundo turno”, exemplificou o candidato pedetista.

Um outro erro político apontado pelo candidato foi a mistura de vários partidos na base do PDT durante as eleições de 2006. “Depois me candidatei de novo e no segundo turno recebi apoio de todo mundo e cheguei ao governo muito misturado e cometi o grande erro político dessa convivência com a política convencional. Agora não, chegando ao governo em janeiro, nós vamos limpar a base desse sarneyismo que está impregnado”, complementou.

Durante a sabatina, o pedetista também questionou a implementação de projetos tidos como estruturantes no Maranhão como a Refinaria Premium, em Bacabeira. A planta teria capacidade de processar 600 mil barris de petróleo por dia.

“A refinaria Premium ela depende da economia internacional e não vamos pensar que vamos ter aqui uma refinaria se a Europa e EUA não tiver a sua economia revitalizada, porque ela é feita só para isso. Acho que essa era a primeira coisa que deveria ser informado ao povo do Maranhão”, analisou o ex-governador.

    Leia tudo sobre: eleições majacksonsabatina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG