Justiça proíbe que Dino utilize áudios de arquivo de Dilma

Decisão foi do juiz Nelson Loureiro dos Santos e acatou representação impetrada pela coligação de Roseana Sarney

Wilson Lima, iG Maranhão |

O juiz Nelson Loureiro dos Santos, do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA), determinou que o candidato Flávio Dino (PcdoB) retire da sua propaganda eleitoral de rádio os áudios de arquivo da presidenciável Dilma Rousseff (PT), ou então que o candidato esclareça que as declarações dela em apoio à sua candidatura faziam referência às eleições municipais de 2008. O candidato passa a ser passível de multa de R$ 5 mil por descumprimento de decisão judicial.

Desde o início da semana, Dino utiliza declarações de Dilma Rousseff ocorridas há dois anos em seu programa eleitoral. O áudio foi de um comício realizado por Dilma Rousseff ao lado de Flávio Dino, quando ele era candidato à prefeitura de São Luís. Na ocasião, a então ministra-chefe da Casa Civil do governo Lula afirmou "o Lula tem lado, o lado do Lula é o lado dos homens como Flávio Dino. Ele me mandou aqui para fazer essa declaração".

Em sua decisão, o juiz afirmou que houve uma tentativa de enganar o eleitor com a utilização dessas declarações antigas. "Em razão da falta de esclarecimento expresso de que o discurso da atual candidata à Presidência fora proferido em data passada, por ocasião da campanha política de 2008, verifica-se irregularidade na propaganda eleitoral combatida, porquanto o áudio é apresentado ao público como se fora recente e atual", declarou o juiz Nelson Loureiro dos Santos.

Em entrevista à rádio Mirante AM hoje pela manhã, Dino afirmou que não houve irregularidades no uso da imagem da presidenciável. Ele afirmou que existe a referência de data do comício da candidata. "O uso da imagem foi honesto", justificou-se Dino. "Ninguém é dono da Dilma", complementou logo em seguida. Os advogados de Dino irão recorrer da decisão do TRE-MA.

    Leia tudo sobre: eleições maflávio dinopropaganda

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG