Justiça proíbe Protógenes de usar imagem de Maluf

TRE-SP decidiu suspender uma peça publicitária do candidato a deputado federal Protógenes Queiróz que usa a imagem de Paulo Maluf

Agência Estado |

selo

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) concedeu na sexta-feira, dia 20, decisão liminar para suspender uma peça publicitária do candidato a deputado federal Protógenes Queiróz que usa a imagem do também candidato Paulo Maluf. Na propaganda, Maluf é apresentado como um político "corrupto, bandido, perigoso e desonesto". A peça foi veiculada na TV, no dia 19 de agosto. Na representação ao TRE-SP, Maluf, o único político a aparecer no filme, alegou que a propaganda atingiria a sua imagem.

De acordo o juiz Mario Devienne Ferraz, a propaganda "contém expressões que, aliadas à imagem do representante, mostrada ao fundo em certo trecho da propaganda, podem ser tidas como ofensivas e degradantes à pessoa dele".

A decisão provisória também entendeu que foi utilizada a imagem de candidato que pertence a outro partido e coligação "o que, em tese, estaria em oposição ao previsto na legislação eleitoral". O mérito da representação ainda será julgado.

    Leia tudo sobre: eleições spTRE-SP

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG