Justiça Eleitoral recomenda pesquisa antes do voto

Com 26 filmes e comerciais de rádio, campanha da Justiça Eleitoral tem como objetivo esclarecer e conscientizar o eleitor

Agência Estado |

selo

A divulgação da tradicional campanha da Justiça Eleitoral de esclarecimento e conscientização do eleitor sobre as eleições gerais já começou. Os 26 filmes e comerciais de rádio não mencionam a Lei da Ficha Limpa, mas recomendam, expressamente, que o eleitor pesquise a vida pregressa dos candidatos e escolham nomes com bons antecedentes.

A campanha, que foi ao ar ontem à noite em cadeia nacional, começou com um pronunciamento oficial do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ricardo Lewandowski. Agora, emissoras de rádio e TV terão de reservar 10 minutos diários para exibir as peças publicitárias até 3 de outubro.

Além de esclarecer dúvidas sobre o voto em trânsito, digitação dos números dos candidatos nas urnas e recomendar o uso de "colas" para reduzir o tempo gasto nas cabines de votação, um dos filmes lembra que, pela primeira vez, o eleitor terá de comparecer à seção com o título eleitoral e carteira de identidade com foto.

Outra novidade lembrada pelos filmetes é a possibilidade de o eleitor votar para presidente e vice-presidente mesmo se não estiver em seu domicílio eleitoral. A campanha esclarece as providências que o eleitor tem de tomar para garantir a prerrogativa no dia das eleições.

Pesquisa qualitativa encomendada pelo TSE mostrou que a maioria do eleitorado desconhece as funções dos ocupantes dos cargos eletivos. Por isso, filmetes vão detalhar as atribuições de deputados estaduais e federais, senadores, governadores e do presidente. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: campanhaTSEconscientização

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG