Justiça devolve tempo de TV de Quércia aos tucanos em São Paulo

Decisão ocorre menos de 24 horas depois que o mesmo juiz decidiu dividir o tempo de TV do peemedebista com todos os cadidatos

iG São Paulo |

A Justiça Eleitoral reconsiderou neste domingo a liminar que suspendia o direito do candidato ao Senado por São Paulo, Aloysio Nunes (PSDB), de utilizar o tempo de TV de Orestes Quércia (PMDB).

Depois de emitir parecer em favor do pedido de liminar impetrado por Netinho de Paula (PCdoB), o juiz Mário Devienne entendeu que o tempo de TV de Quércia pode sim ser usado por Aloysio Nunes, que também integra a coligação “Unidos Por São Paulo”, composta por PMDB, PSC, PPS, DEM, PHS, PMN e PSDB.

Ao reconsiderar o despacho de sábado, o juiz devolve aos tucanos o tempo de TV que havia sido tirado até que o mérito da ação seja julgado definitivamente pela corte eleitoral.

Quércia renunciou à disputa na última semana em virtude de problemas de saúde. Para incorporar o horário do peemedebista, Aloysio Nunes substituiu o primeiro suplente de sua chapa, Sidney Beraldo (PSDB), e colocando Airton Sandoval (PMDB).

Com a decisão deste domingo, a chapa de Aloysio Nunes volta a ter 5min30s, o maior tempo de TV entre os candidatos que concorrem às duas vagas de senador pelo Estado de São Paulo.

    Leia tudo sobre: eleições SPnetinhoquérciaaloysio nunes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG