Julgamento baseado em Ficha Limpa é 'página triste', diz ministro

Marco Aurélio lamentou falta de decisão no STF sobre validade da Lei nas eleições de 2010 e afirmou que houve um "treino sem gol"

Severino Motta, iG Brasília |

O ministro Marco Aurélio Mello lamentou nesta quarta-feira a falta de decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a validade da Lei da Ficha Limpa nas eleições de 2010. De acordo com ele, essa é uma “página triste” na história da Corte. null

 “Eu disse que receio muito colocar-se a jurisdição como que em stand by, a jurisdição tem que ser implementada. A decisão é o resultado visado pelos envolvidos no processo, foi uma página triste na história do STF o impasse a que chegamos”, disse.

Marco Aurélio ainda comparou o julgamento do recurso apresentado por Joaquim Roriz (PSC) contra a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que barrou sua candidatura, a um “grande treino sem gols”. Ele disse esperar que, num próximo julgamento sobre a Ficha Limpa, não sejam necessários dois dias para haver uma decisão.

 “Tivemos um grande treino sem gol. E não tínhamos 11, o número de jogadores de um time. Espero que da próxima vez não fiquemos dois dias julgando um único processo”.

Por fim o ministro disse que ficou preocupado com a possibilidade da nomeação de um 11º ministro – que ocupará a vaga deixada por Eros Grau – para desempatar o 5 a 5 alcançado no julgamento do recurso de Roriz.

“Outro problema, fiquei com pena daquele que viria para desempatar o caso. Ele teria que ter couraça muito forte para resistir a certas pressões, que são naturais diante da celeuma”.

    Leia tudo sobre: eleições dfficha limpastf

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG