Jarbas minimiza legado de Campos e diz que vai priorizar educação

Em entrevista, candidato do PMDB ao governo de Pernambuco volta a atacar seu principal adversário na disputa estadual

Thaisa Lisboa, iG Pernambuco |

O candidato do PMDB ao governo de Pernambuco, Jarbas Vasconcelos, reforçou hoje que a prioridade do seu programa de governo será a educação, em entrevista à rádio JC/CBN. “Essa é a prioridade ‘A’. O Estado cresceu economicamente, mas é preciso investir na educação. Não temos profissionais qualificados”, afirmou o peemedebista.

Em relação ao constrangimento que existe entre ele e o senador Sérgio Guerra, presidente nacional do PSDB, Vasconcelos desconversou. “Não houve essa fase de que o PSDB iria vir me convencer para sair candidato no Estado. Eu decidi isso porque eu quis e não para colocar palanque para Serra”, afirmou.

Questionado sobre qual avaliação faria do atual governo de Eduardo Campos (PSB), o peemedebista não poupou críticas. “Ele colhe o que nunca plantou. Nós criamos os alicerces para o governo crescer. Ele poderia ter feito muito mais pelo Estado, mas não fez. Ele não peita Lula”, alfinetou.

As críticas não pararam por aí. Jarbas afirmou que a eleição em Pernambuco era desigual. “Ela passa a ser desigual quando o governador passa a utilizar de cooptação. Eu entrei na luta sabendo que seria desigual, que teria menos apoio, mas não que ele iria utilizar de cooptação”, disparou.

O senador ainda chamou a atenção do comportamento do seu maior adversário. “Pernambuco não tem a tradição do ‘já ganhou’, como o governador está fazendo. Ele está se impondo de forma arrogante e prepotente”, afirmou. O presidente Lula também foi alvo das críticas de Jarbas. “O Brasil está mediocrizado. O Lula criou uma escola de que pode tudo”, disse.

    Leia tudo sobre: eleições pejarbas vasconcelos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG