Jarbas afirma que resultado era previsível

Candidato do PMDB aponta papel de oposicionista feito por ele como causa da derrota para o governo pernambucano

Thaisa Lisboa, iG Pernambuco |

O candidato do PMDB ao governo de Pernambuco, Jarbas Vasconcelos (PMDB), afirmou que o resultado das eleições no Estado era previsível. “O resultado era previsível. Entrei na disputa sabendo que seria uma luta desigual”, disparou. Durante toda a campanha, o senador pelo PMDB acusou o governador Eduardo Campos (PSB) de utilizar-se de um "processo de cooptação sem limites, que ia de prefeitos até cabos eleitorais".

Jarbas reconheceu a derrota e creditou a oposição feita por ele ao presidente Lula com uma das causas. “Assumo a derrota e não transfiro ela para ninguém. Sempre soube que a luta era desigual. Eleição se ganha e eleição se perde”, declarou.

Embora tenha sofrido derrota local, Jarbas considerou uma vitória o fato do representante do PSDB, José Serra, disputar o segundo turno com a candidata do PT, Dilma Rousseff. O peemedebista aproveitou a ocasião para frisar que sua candidatura não foi apenas para servir de palanque para Serra, no Estado.

“Não foi um trampolim para Serra. Mas, claro, que aceitei entrar na disputa para ajudá-lo. Agora, vou me empenhar na campanha dele como se fosse minha eleição. Volto para Brasília para exercer meu papel de senador e vou conversar com Serra. Acho que ele tem que mudar a estratégia, mudar o estilo e o tom”, disse.

    Leia tudo sobre: eleições pejarbasderrota

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG