Jaques Wagner fica de fora do primeiro debate na TV na Bahia

Candidato à reeleição, que lidera as pesquisas de intenção de voto, afirma ter compromissos inadiáveis no interior do Estado

Agência Estado |

O primeiro debate televisionado entre os candidatos ao governo da Bahia, que será realizado em 11 de agosto, não contará com a presença do atual governador e candidato à reeleição, Jaques Wagner (PT). Ele lidera as pesquisas de intenção de voto no Estado.

Segundo o último levantamento, feito pelo Vox Populi, o governador tinha 41%, contra 32% de Paulo Souto (DEM) e 9% de Geddel Vieira Lima (PMDB), os dois principais concorrentes. A organizadora do encontro, a União dos Municípios da Bahia (UPB), informou, na tarde de hoje, que a coordenação de campanha de Wagner negou a participação alegando que o governador tem "compromissos inadiáveis" no interior do Estado na data.

A recusa de Wagner de participar do debate, que será transmitido ao vivo pela TV Aratu, retransmissora do SBT, inspirou ataques de outros candidatos. Geddel, por exemplo, disse que o governador "se posiciona como um coronel". Para Marcos Mendes, do PSOL, Wagner "não tem coragem para defender seu medíocre governo".

O presidente da UPB e prefeito de Bom Jesus da Lapa, Roberto Maia (PMDB), afirma ainda esperar que Wagner mude de ideia. O prefeito de Camaçari e um dos coordenadores da campanha do governador, Luiz Caetano (PT), afasta a possibilidade. "A instituição (UPB) é um aparelhamento do PMDB, e o debate é uma armadilha de Maia para desgastar Wagner", afirma.

    Leia tudo sobre: eleiçõesbahiaJaques Wagnerdebate

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG