Candidatos ao governo batem boca sobre fechamento de empresas estatais, em evento na Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás

O fechamento de duas empresas de pesquisa agrária foi o principal ponto de polêmica envolvendo os três principais candidatos ao governo. A troca de farpas ocorreu em evento realizado nesta sexta-feira na Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg).

O primeiro a falar, Iris Rezende (PMDB) acusou Marconi Perillo (PSDB) de fechar a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Goiás (Emater).

Em seguida, o tucano acusou administrações peemedebistas de terem fechado a Empresa Goiana de Pesquisa Agropecuária (Emgopa).

Vanderlan Cardoso (PR), por seu turno, prometeu reabrir as duas empresas. “Meus concorrentes acabaram com a Emgopa e a Emater”, sentenciou.

A mesma promessa foi repetida pelos ex-governadores. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.