Internado no Sírio, Quércia aguarda resultado de exames

Embora assessores do peemedebista lembrem cirurgia feita por ele na coluna, hospital solicitou bateria completa de exames

Clarissa Oliveira e Jorge Félix, iG São Paulo |

O ex-governador de São Paulo Orestes Quércia (PMDB-SP) está internado desde ontem à noite no Hospital Sírio-Libanês. O peemedebista, que disputa uma cadeira de senador na chapa encabeçada pelo presidenciável tucano José Serra, vinha se sentindo mal há vários dias e foi levado ao hospital para identificar as causas do problema.

No fim da tarde desta quinta-feira, Quércia ainda passava pela bateria de exames, em companhia de sua esposa Alaíde. "Ainda não temos uma confirmação do que acontece, estamos à espera do resultado dos exames", disse Alaíde ao iG . Até o início da noite, a expectativa era a de que ele permaneceria internado.

A notícia de que Quércia se afastaria da campanha por problemas de saúde foi confirmada pelo próprio peemedebista, que encaminhou uma carta a partidos aliados explicando que restringiria as atividades de à propaganda no rádio e na televisão.

Assim que as informações sobre a internação começaram a circular, assessores do senador procuraram investir na tese de que o mal-estar poderia estar relacionado à cirurgia realizada por ele na coluna pouco antes do início da corrida eleitoral. A operação deixou sequelas devido a uma reação causada pela anestesia. Quércia estava usando cinta na região lombar para facilitar suas movimentações.

Familiares e amigos que acompanham Quércia no hospital confirmaram que a bateria de exames encomendada foi bem mais ampla. No círculo próximo ao ex-governador, não é destacartada a possibilidade de o quadro ser bem mais sério. Anos atrás, o peemedebista submeteu-se ao tratamento de um câncer.

*Com colaboração de Thais Arbex e Rodrigo Rodrigues

    Leia tudo sobre: eleições sp

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG