Candidato do DEM ao Senado critica presidenciável petista por abandonar 'seu segundo palanque' no Estado

Após ter declarado que só apoia um candidato ao Governo do Estado na Bahia nesta terça (21), a presidenciável Dilma Rousseff recebeu duras críticas de um dos mais ferrenhos opositores do governo Lula no Congresso Nacional, o deputado federal José Carlos Aleluia, que disputa o Senado este ano pelo DEM.

Segundo ele, a atitude de “ingratidão” da petista para com Geddel Vieira Lima, que patrocina seu segundo palanque no Estado, não surpreende ninguém. A candidata disse que apoia somente o governador Jaques Wagner, candidato à reeleição pelo Partido dos Trabalhadores.

“O que se pode esperar de uma senhora que abandona e deixa estourar nas mãos da fiel e leal amiga Erenice Guerra, ex-secretária executiva e substituta como ministra, os escândalos da Casa Civil da Presidência da República?”, questionou.

Em Salvador, Dilma disse ainda em Salvador que a decisão de indicar Erenice Guerra ao seu posto como ministra após a desincompatibilização não foi decisão dela própria. Para Aleluia, até mesmo Geddel se absteve de fazer críticas mais pesadas à presidenciável e foi “generoso” ao avaliar seu caráter.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.