Indio 'é uma besta', diz Franklin sobre entrevista de vice ao iG

Ministro da Conunicação Social comenta afirmação do candidato a vice-presidente de Serra, para quem Dilma implantaria uma ditadura

Alessandra Oggioni, iG São Paulo |

O ministro da Comunicação Social, Franklin Martins, criticou veementemente as declarações do deputado Indio da Costa (DEM), candidato a vice-presidente na chapa do tucano José Serra. “Ele não é índio. É uma besta”, disse o ministro sobre o deputado, que nesta segunda-feira declarou em entrevista ao iG que a candidata petista Dilma Rousseff (PT) vai implantar uma "nova ditadura" no País se sair vitoriosa das urnas em outubro.

O comentário de Franklin foi feito esta noite em São Bernardo do Campo (Grande São Paulo), durante a inauguração da TVT – TV dos Trabalhadores, vinculada ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e à Central Única dos Trabalhadores (CUT). Também presente no evento, o prefeito de Osasco, Emidio de Souza (PT), comentou as declarações de Indio dizendo tratar-se da estratégia de “espalhar o medo” durante a campanha.

“A estratégia do medo já foi vencida pelo presidente Lula e vai permanecer em 2010. Isso mostra a mediocridade do vice que Serra escolheu, completamente despreparado e medíocre”, enfatizou o prefeito, dizendo ainda que, por sua história, a candidata petista é fortemente ligada à questão democrática: “Alguém que sofreu com a ditadura, como Dilma, tem apego total à democracia”.

Evento
Implementada pela Fundação Sociedade Comunicação Cultura e Trabalho, ligada ao sindicato,
a emissora inaugurada hoje (23) poderá ser vista em UHF na Grande São Paulo pelo canal 48, e também pela internet. Além de Franklin e Emidio, estavam presentes no evento os ministros Márcio Fortes (Cidades), Alexandre Padilha (Relações Institucionais) e também o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a primeira-dama, Marisa Letícia.

O presidente Lula não comentou as declarações de Indio, mas comemorou a abertura do novo veículo de comunicação, um projeto que, segundo ele, levou quase três décadas para ser concretizado, desde a época que ainda comandava o sindicado. “A inauguração dessa emissora dá novo vigor a algo que é sagrado a todos, a liberdade de imprensa. O único juiz da imprensa é o público, o brasileiro sabe o que é informação e o que é distorção dos fatos, o que é bom e o que é mau jornalismo”, afirmou o presidente.

    Leia tudo sobre: eleições dilmaeleições serrapleito 2010franklinindio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG