Indecisos serão determinantes em escolha de senadores

Pesquisa aponta vários Estados que possuem alto percentual de indecisos ou que desconhecem candidatos

iG São Paulo |

A disputa pelas duas vagas que cada Estado tem direito no Senado Federal ainda está longe de ter um cenário definido. A pesquisa Datafolha, primeira feita após a oficialização das candidaturas, aponta que o eleitor tem preferência por candidatos conhecidos, mas que a maioria das regiões consultadas ainda tem os indecisos na liderança da pesquisa.

É o caso de Bahia, Paraná e Rio Grande do Sul, além do Distrito Federal. Todos possuem percentual de indecisos acima de 50%. Na Bahia, indecisos somam 60%. No Paraná, 56%. Rio Grande do Sul, 60% e DF, 72%. Rio de Janeiro, Pernambuco e São Paulo possuem índices inferiores à metade e apresentaram, respectivamente, 44%, 42% e 40%.

Cenários
Na Bahia, o senador Cesar Borges (PR) está à frente de seu adversário com 34% e Lídice da Mata (PSB) aparece em segundo com 26%, enquanto Walter Pinheiro (PT) está em terceiro na disputa com 20% das intenções de voto. Brito (PTB) e Ronaldo (DEM) aparecem com 7% cada. Aleluia (DEM) tem 6%, enquanto Duarte (PV) e Sampaio (PCB) aparecem com 3% cada. Zilmar (PSOL) tem 2%. França (PSOL) e Albione (PSTU) aparecem com 1% cada. Declararam voto branco ou nulo 30% dos entrevistados.

O Paraná elegeria, se as eleições fossem hoje, Roberto Requião (PMDB) e Gleisi Hoffmann (PT). Requião está na frente com 50% das intenções de voto e Gleisi vem em segundo com 28%. Barros (PP) em seguida com 19%, Gustavo Fruet (PSDB) aparece com 16%, seguido de Gilberto (PCB) e Hering (PV), cada um com 3%. Valmor (PSOL) tem 2%, enquanto que Pedroso (PRTB), Fritz (PT do B), Jensen (PRTB) e Piva (PSOL) aparecem com 1%. Brancos e nulos somaram 19%.

No Rio Grande do Sul, o ex-governador Germano Rigotto (PMDB) aparece com 41% das preferências e lidera as pesquisas. O senador Paulo Paim (PT), está em segundo com 37%, e Ana Amélia (PP), com 33%. Schneider (PMN) e Vera (PSTU) aparecem com 4% cada. Gross (PTC), Monteiro (PV) e Lucas (PSOL) têm 2% cada. Abgail (PC do B), Sanches (PCB) e Berna (PSOL) aparecem com 1% cada. Brancos e nulos somam 12%.

Cristovam Buarque aparece na liderança pela vaga no Senado pelo Distrito Federal com 42%. Rodrigo Rollemberg (PSB) e Maria de Loudes Abadia (PSDB) estão na briga pela segunda vaga com 28% e 23%, respectivamente. Alberto Fraga (DEM) tem 6% das preferências, seguido por Chico Sant'Anna (PSOL) e pastor Milton Tadashi (PTN), com 2% cada. Os candidatos Cadu Valadares (PV), Gerônimo (PSL), Moacir Bueno (PV) e Robson (PSTU) marcaram 1% das preferências cada. Brancos e nulos somaram 19%.

Rio de Janeiro elegeria o senador Marcelo Crivella (PRB) e o ex-prefeito do Rio de Janeiro Cesar Maia (DEM) como senadores para o Estado, se as eleições fossem hoje. Eles têm, respectivamente, 42% e 31%. Lindberg Farias (PT), ex-prefeito de Nova Iguaçu, está em terceiro, com 20%. O quarto colocado na pesquisa é Jorge Picciani (PMDB), que atingiu 12% das intenções de voto. Em seguida aparece Marcelo Cerqueira (PPS), com 6%. Waguinho (PTdoB) e Milton Temer (PSOL) estão empatados com 5% cada.

São Paulo elegeria Marta Suplicy (PT) pelo Estado, se as eleições fossem hoje com 32%. Em segundo lugar estão empatados Tuma (PTB), Quércia (PMDB) e Ciro (PTC), com 22%, 21% e 19%, respectivamente. Netinho (PCdoB) vem em seguida, com 15%. Brancos e nulos somam 26%.
Em Pernambuco, o ex-ministro Humberto Costa (PT) e o senador Marco Maciel (DEM) lideram a pesquisa com um empate técnico: 42% e 40%, respectivamente. Armando Monteiro (PTB), com 29%, e Raul Jungmann (PPS), com 12%, vêm em seguida.

    Leia tudo sobre: SenadorpesquisaDatafolha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG