Hélio Costa pede licença ao Senado para fazer campanha em MG

Senador justificou o pedido de licença não remunerada por disputa não ser compatível com as atividades parlamentares

Agência Brasil |

O senador Hélio Costa (PMDB-MG) pediu hoje (3) licença não remunerada do Senado por 60 dias para se dedicar à campanha eleitoral. Costa é candidato ao governo de Minas Gerais pela chapa PMDB-PT e considerou que a disputa ao Palácio da Liberdade é incompatível com as atividades parlamentares.

“Eu acredito que daqui por diante não poderei estar aqui [em Brasília] nem um dia por semana. Então eu não acho justo eu continuar recebendo estando em Minas Gerais e justificando minha ausência”, explicou o senador.

Segundo ele, sua licença será simples e não exige a substituição por um suplente. “Se semana que vem, por exemplo, se o meu voto for necessário, eu posso aparecer aqui para votar sem problema nenhum”.

Já a senadora e candidata à Presidência da República, Marina Silva (PV-AC), retorna hoje ao Congresso para votar no esforço concentrado de agosto que os senadores estão fazendo esta semana.

Marina usará a mesma prerrogativa citada por Costa para suspender a licença que já havia pedido para as votações desta semana. Em seguida, ela deve se afastar novamente para retomar a campanha eleitoral.

    Leia tudo sobre: Hélio CostaSenadoMinas Gerais

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG