Hélio Costa critica pesquisas e diz acreditar em 2º turno

Peemedebista votou logo no início da manhã em Belo Horizonte e depois acompanhou voto do vice-presidente José Alencar

Eduardo Ferrari, iG Minas Gerais |

Divulgação
Helio Costa, entre Patrus Ananias e sua mulher, Ana Catarina: ex-ministro acredita no segundo turno
O candidato ao governo de Minas Hélio Costa (PMDB) votou na capital mineira por volta das 10, numa escola na zona sul de Belo Horizonte. Costa chegou acompanhado do candidato a vice, o ex-ministro Patrus Ananias (PT), e, na saída, fez duras críticas à divulgação de pesquisas às vésperas da eleição:“Estou confiante no resultado das eleições e estou confiante no segundo turno”.

Segundo pesquisa do instituto Datafolha divulgada neste sábado (02), o governador de Minas Antonio Anastasia (PSDB) deverá ser reeleito amanhã com 47% das intenções de voto, contra 36% de Hélio Costa (PMDB). Já na pesquisa do instituto Ibope, também divulgada sábado (02), Anastasia tem 47%, contra 36% de Hélio Costa. Em ambas as pesquisas, o tucano vence no primeiro turno. O peemedebista afirmou que possui pesquisas internas do PDMB que apontam empate técnico na disputa ao governo de Minas e a realização do segundo turno no estado.

Mais cedo, antes de votar, Hélio Costa esteve na comitiva que acompanhou a votação do vice-presidente José Alencar (PR), numa escola na zona sul de Belo Horizonte. Além de Costa, estavam presentes Patrus, Fernando Pimentel (PT), candidato ao Senado, e o ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Luiz Dulci.

José Alencar demonstrou confiança na vitória da candidata do PT à presidência da República, Dilma Rousseff, no primeiro turno: “Dilma fará muito bem ao país, caso vença”, disse. O vice-presidente também comentou a disputa pelo governo de Minas Gerais, dizendo que a campanha ocorreu com "serenidade e respeito ao eleitor".

Depois de votar, Hélio Costa acompanhou a votação do Patrus Ananias, numa universidade na zona lesta da cidade. Ananias também criticou a divulgação de pesquisas às vésperas de eleições e disse que “deveria haver um limite”. “A eleição tem um cunho de dever cumprido, com sentido pedagógico e discussão de ideias importantes para a sociedade”, afirmou.

Pimentel votou acompanhado do prefeito Márcio Lacerda

Enquanto isso, o candidato ao Senado, Fernando Pimentel foi votar acompanhando do prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda (PSB), em uma escolha na zona da capital. Lacerda, que se elegeu para a Prefeitura em 2008 com o apoio de Pimentel e de Aécio Neves (PSDB), apoia nestas eleições o “Dilmasia” - anagrama que denota o apoio à presidenciável Dilma Rousseff (PT) e a Antônio Anastasia (PSDB). Ao mesmo tempo, ele sustenta a candidatura ao Senado de Aécio Neves (PSDB) e Fernando Pimentel (PT), o chamado “Pimentécio”.

Lacerda optou por não acompanhar a votação de Antônio Anastasia nesta manhã, já que o candidato ao Senado, Itamar Franco (PPS) estaria junto com os tucanos Aécio Neves e o vice da chapa de Anastasia, Alberto Pinto Coelho (PP). Ao mesmo tempo, Lacerda preferiu não acompanhar a votação de José Alencar, porque Hélio Costa (PMDB) também estaria presente.

    Leia tudo sobre: Eleições MG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG