Guerra: "se descumprimos a lei, fomos forçados por circunstância"

Em visita ao iG, presidente do PSDB afirma que ¿não gostaria de admitir¿, mas que ou o PSDB ¿se mexia, ou morria¿

Nara Alves, iG São Paulo |

O coordenador da campanha de José Serra à Presidência, o senador Sérgio Guerra (PSDB-PE), afirmou hoje que o partido teve de reagir ao descumprimento à lei eleitoral promovido pelo PT. “Se a gente descumpriu a lei amanhã, ontem ou a seguir, coisa que eu não gostaria de admitir, nós fomos forçados por circunstâncias. Ou a gente se mexia, ou morria”, disse durante visita ao iG .

Flávio Torres/Fotomídia

De acordo com Sérgio Guerra, no início da pré-campanha o PSDB gravava mais de uma versão do programa eleitoral e submetia a um grupo jurídico para respeitar a lei. Programas que pudessem infringir a legislação eram regravados pelos candidatos, inclusive Serra. A partir de 1º de maio, no entanto, quando o PT, segundo ele, “escancarou o descumprimento à lei eleitoral”, o PSDB se viu “forçado” a “se mexer”.

null“Nós fomos multados algumas vezes aí. Mas você viu o que aconteceu contra nós?”, questionou Guerra. “De repente nós acordamos, no 1º de maio, e o Lula fala oito minutos no programa gratuito de televisão. Oito. Aquilo não é dia dos trabalhadores, das centrais. O dia do trabalho virou um dia da Dilma e do Lula, da campanha dela”, disse. No último sábado, Serra levou a quinta multa do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Desta vez, o tucano foi multado por citar, em inserção veiculada na TV em março, realizações em São Paulo.

Ao longo da entrevista, o senador esclareceu que as afirmações não significam que ele admita o descumprimento da lei por parte do PSDB. “Se a Justiça acha que nós descumprimos a lei, teria sido uma reação, e não algo de outra natureza. Nós não descumprimos a lei. Não foi correta a decisão da Justiça. Nós estamos recorrendo dessas decisões”, disse.

(Colaboraram Clarissa Oliveira e Tales Faria)

    Leia tudo sobre: PSDBSérgio Guerracampanha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG